Mercado fechará em 4 h 46 min
  • BOVESPA

    128.084,75
    +27,53 (+0,02%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.976,63
    -226,17 (-0,45%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,84
    +0,80 (+1,13%)
     
  • OURO

    1.775,90
    +1,10 (+0,06%)
     
  • BTC-USD

    36.682,69
    -2.145,21 (-5,52%)
     
  • CMC Crypto 200

    907,82
    -32,12 (-3,42%)
     
  • S&P500

    4.174,72
    -47,14 (-1,12%)
     
  • DOW JONES

    33.335,41
    -488,04 (-1,44%)
     
  • FTSE

    7.027,76
    -125,67 (-1,76%)
     
  • HANG SENG

    28.801,27
    +242,68 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    28.964,08
    -54,25 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.103,00
    -62,50 (-0,44%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9914
    +0,0289 (+0,48%)
     

UE processa AstraZeneca por falta de entrega de vacina

·2 minuto de leitura
UE processa AstraZeneca por falta de entrega de vacina
UE processa AstraZeneca por falta de entrega de vacina

A União Europeia (UE) e a AstraZeneca estão em um impasse por conta que dos argumentos apresentados afirmam que a farmacêutica não mobilizou o máximo da sua capacidade de produção na Europa para cumprir o contrato no que à vacina contra a Covid-19 diz respeito. Isso gera a ameaça de uma “penalização astronómica”, de acordo com o comunicado do EFE.

Nesta quarta-feira, a UE indiciou a AstraZeneca com uma ação judicial para que a farmacêutica pague uma “multa de 10 euros por cada dia de atraso em cada dose da sua vacina não entregue a partir de dia 1 de julho”. Com isso, o valor pode ultrapassar 200 milhões de euros diários.

O contrato entre as partes previa um fornecimento de 120 milhões de doses de vacina para a Covid-19 no primeiro trimestre do ano, por outro lado, a AstraZeneca entregou 30 milhões de doses. No segundo trimestre, a estimativa é entregar apenas 70 milhões das 180 milhões de doses inicialmente planeadas.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Além disso, a UE exigiu que o grupo farmacêutico anglo-sueco entregue imediatamente as doses em falta. A AstraZeneca exportou 50 milhões de doses produzidas em laboratórios situados em Estados-membros. Entretanto, o retorno foi negativo e de que não houve rompimento de qualquer cláusula do contrato, alegando que a ação interposta não tem fundamento. A farmacêutica se defendeu e pontuou as dificuldades de produção.

Em maio, a Comissão Europeia disse não ter renovado o contrato para o fornecimento da vacina Vaxzevria para depois de junho, através de um novo acordo com a Pfizer BioNtech.

Leia também!

Fonte: Notícias ao Minuto

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos