Mercado fechará em 4 h 9 min
  • BOVESPA

    118.741,50
    -904,90 (-0,76%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.258,93
    +133,22 (+0,30%)
     
  • PETROLEO CRU

    53,07
    -0,24 (-0,45%)
     
  • OURO

    1.864,60
    -1,90 (-0,10%)
     
  • BTC-USD

    31.675,14
    -1.826,96 (-5,45%)
     
  • CMC Crypto 200

    630,64
    -49,27 (-7,25%)
     
  • S&P500

    3.852,50
    +0,65 (+0,02%)
     
  • DOW JONES

    31.172,14
    -16,24 (-0,05%)
     
  • FTSE

    6.743,00
    +2,61 (+0,04%)
     
  • HANG SENG

    29.927,76
    +285,48 (+0,96%)
     
  • NIKKEI

    28.756,86
    +233,60 (+0,82%)
     
  • NASDAQ

    13.309,50
    +15,25 (+0,11%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4508
    +0,0428 (+0,67%)
     

UE não espera acordo comercial com Reino Unido até 6ª, dizem fontes

Gabriela Baczynska
·1 minuto de leitura
Bandeira do Reino Unido

Por Gabriela Baczynska

BRUXELAS (Reuters) - Dois diplomatas da União Europeia (UE) e uma autoridade do bloco disseram nesta quinta-feira que não esperam um novo acordo comercial com o Reino Unido até sexta-feira, afirmando que os negociadores ainda não se entenderam na sensível questão da pesca.

Uma fonte do Parlamento Europeu disse à Reuters separadamente que o negociador do bloco para o Brexit, Michel Barnier, afirmou a parlamentares mais cedo que um acordo "nos próximos dias é possível, mas difícil, especialmente sobre a pesca".

A AFP noticiou que Barnier afirmou que um acordo é possível até sexta-feira.

Mas diplomatas da UE, que falaram sob condição de anonimato, disseram que Barnier e o negociador britânico, David Frost, ainda discutem a questão da pesca.

Eles disseram que qualquer acordo que possa surgir vai produzir um sistema "diferenciado" sobre as cotas de pesca, mas que não esperam que isso aconteça até sexta-feira.

Isso significa que regras diferentes se aplicariam a diferentes tipos de pesca.

O Reino Unido diz que se tornará um Estado costeiro independente a partir de 1º de janeiro, após sair da órbita da UE, e quer ter controle de suas águas para pesca.

A UE, por outro lado, exige garantias de longo prazo de que seus pescadores --um grupo pequeno, mas politicamente influente na França-- poderão pescar nas águas britânicas como agora.

O bloco rejeitou a oferta de Londres de um acesso em fases por três anos. Mas um diplomata da UE também disse que isso pode se tornar parte do acordo se outro período for acrescentado.

As fontes da UE disseram acreditar que um acordo pode sair neste fim de semana.