Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.380,49
    -948,51 (-0,80%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.042,07
    +358,52 (+0,80%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,36
    +0,09 (+0,17%)
     
  • OURO

    1.857,20
    +1,00 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    33.904,92
    +457,67 (+1,37%)
     
  • CMC Crypto 200

    682,98
    +6,08 (+0,90%)
     
  • S&P500

    3.846,38
    +4,91 (+0,13%)
     
  • DOW JONES

    30.913,80
    -83,18 (-0,27%)
     
  • FTSE

    6.638,85
    -56,22 (-0,84%)
     
  • HANG SENG

    30.159,01
    +711,16 (+2,41%)
     
  • NIKKEI

    28.822,29
    +190,84 (+0,67%)
     
  • NASDAQ

    13.413,25
    +51,75 (+0,39%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6386
    -0,0134 (-0,20%)
     

UE iniciará na segunda-feira o processo de assinatura de acordo pós-Brexit

·2 minuto de leitura
Embaixadores da UE se reuniram para examinar o texto do acordo do Brexit no dia de Natal

A União Europeia (UE) iniciará na segunda-feira o processo de assinatura do acordo comercial pós-Brexit alcançado na véspera entre Londres e Bruxelas, que foi apresentado nesta sexta-feira aos Estados membros em uma única versão em inglês pelo negociador europeu Michel Barnier.

A recepção dos embaixadores representantes permanentes na UE foi "bastante sóbria", afirmou um diplomata europeu à AFP. "Não houve grande alegria, já que um divórcio nunca é uma boa notícia", completou.

"O texto, que tem 1.200 páginas, será examinado de hoje (sexta-feira) até segunda-feira para comprovar que não há nenhum aspecto escondido que possa resultar problemático", explicou a fonte diplomática, que informou que todos receberam uma versão provisória em inglês.

Os embaixadores permanentes se reunirão na segunda-feira para iniciar o processo de ratificação do acordo pelos Estados membros e o Parlamento Europeu.

Os 27 países da UE devem assinar o texto entre terça-feira à noite e quarta-feira e depois será publicado na quinta-feira no Diário Oficial europeu, antes de entrar em vigor em 1º de janeiro de 2021.

Desta forma, os países da UE ratificarão o acordo de maneira provisória, antes de sua aprovação definitiva pelo Parlamento Europeu, prevista para o início de 2021. O período de interinidade deve durar dois meses, segundo a fonte diplomática.

Os embaixadores também examinarão medidas unilaterais para adotar sanções a uma eventual violação do acordo por parte do Reino Unido. "Temos de decidir como serão aplicadas", explicou.

A UE também adotará medidas, avaliadas em quase 5 bilhões de euros, para acompanhar a aplicação do tratado, como por exemplo ajudas às empresas e setores afetados por sua entrada em vigor, como a pesca.

Após meses de negociações tensas, o acordo foi alcançado na quinta-feira e recebido com alívio tanto pelas autoridades britânicas como pelos principais países da UE.

O tratado permitirá que o Reino Unido tenha acesso ao mercado único europeu sem tarifas de importação ou cotas, mas estabelece sanções e medidas compensatórias caso sejam desrespeitadas as regras comuns de meio ambiente, tributárias, direitos trabalhistas ou de ajudas estatais.

csg/mr/eb/eg/fp