Mercado abrirá em 2 h 15 min

UE espera que pausa americana na negociação de imposto a gigantes da internet não seja definitiva

O comissário europeu da Economia, Paolo Gentiloni

O comissário europeu da Economia, Paolo Gentiloni, afirmou nesta quinta-feira esperar que a "pausa" dos Estados Unidos na negociação internacional de um imposto aos gigantes da internet não seja definitiva.

"Lamento muito a decisão dos Estados Unidos de frear as negociações internacionais sobre a tributação da economia digital", disse Gentiloni, antes de expressar o desejo de que este seja um "contratempo temporário e não uma pausa definitiva".

O governo dos Estados Unidos anunciou na quarta-feira a França, Itália, Espanha e Reino Unido a suspensão de sua participação nas negociações no âmbito da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Em janeiro, 137 países concordaram um acordo seria alcançado até o fim de 2020, com a mediação da OCDE, sobre a tributação digital a empresas como Google, Amazon ou Facebook que leve em consideração sua atividade real em cada país.

"A Comissão Europeia quer uma solução mundial para levar o imposto sobre empresas ao século XXI", reiterou Gentiloni. "Mas se isso for impossível neste ano, indicamos claramente que apresentaremos uma nova proposta a nível da UE".