UE buscará acordo sobre o supervisor bancário único em 12 de dezembro

Bruxelas, 4 dez (EFE).- Os ministros de Economia e Finanças da União Europeia (UE) se reunirão no próximo dia 12 de dezembro para tratar de fechar um acordo sobre o futuro supervisor bancário único, depois que as divergências impediram que a decisão tenha sido tomada nesta terça-feira.

"Proponho que voltemos a nos reunir no dia 12, do mês 12, do ano 12", anunciou o ministro da Economia do Chipre e presidente rotativo do Conselho, Vassos Sharly, ao término do debate público do Ecofin realizado hoje.

Sharly colocou esta opção após constatar a impossibilidade de fechar um acordo pela divergência de posturas em questões-chave como a distribuição de competências entre as autoridades nacionais e o Banco Central Europeu (BCE), instituição que assumirá o papel de supervisor único.

O ministro de Finanças alemão, Wolfang Schäuble, advertiu que é "muito difícil" chegar a um acordo se insistirem em estender o alcance do controle do supervisor bancário único a todos os bancos europeus, já que a Alemanha pretende deixar suas entidades regionais fora disso.

Por sua vez, os ministros francês, Pierre Moscovici, e espanhol, Luis de Guindos, defenderam que o sistema abranja todos os bancos da zona do euro.

O comissário europeu de Mercado Interno, Michael Barnier, assegurou que nunca pretendeu que o BCE assuma a vigilância cotidiana de todos os bancos da União Europeia.

O Reino Unido, por sua parte, mostrou sua preocupação pelo sistema de tomada de decisões do supervisor bancário, já que considerou que os países que se mantenham fora do mecanismo correm o risco de ficarem marginalizados, e defendeu um sistema de duplo votação que compense estes últimos, uma ideia que não conta com o respaldo de Paris nem de Berlim.

Outros pontos conflituosos são o modo de garantir a separação estrita das funções de política monetária e de supervisão bancária do BCE, o que preocupa especialmente a Berlim, e o calendário da suposição de competências supervisoras por parte de Frankfurt.

Na reunião da próxima semana, os 27 países tratarão de chegar a um consenso um pouco antes da próxima cúpula de líderes europeus, que será realizada nos dias 13 e 14 de dezembro.

Os líderes europeus acordaram na última cúpula ordinária de outubro em aprovar, antes de primeiro de janeiro de 2013, o marco legal para a criação do supervisor bancário único e desenvolver sua capacidade operacional ao longo desse ano, mas deixaram aberto o calendário e a data para a recapitalização direta dos bancos. EFE

Carregando...