Mercado fechará em 6 h 25 min
  • BOVESPA

    109.431,31
    -2.008,05 (-1,80%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,59 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,92
    -1,05 (-1,46%)
     
  • OURO

    1.757,20
    +5,80 (+0,33%)
     
  • BTC-USD

    43.871,85
    -3.486,82 (-7,36%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.093,97
    -40,42 (-3,56%)
     
  • S&P500

    4.371,56
    -61,43 (-1,39%)
     
  • DOW JONES

    34.095,49
    -489,39 (-1,42%)
     
  • FTSE

    6.863,12
    -100,52 (-1,44%)
     
  • HANG SENG

    24.099,14
    -821,62 (-3,30%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,75 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.083,75
    -242,25 (-1,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2207
    +0,0213 (+0,34%)
     

UE assina contrato de compra antecipada de vacina anticovid da Novavax

·1 minuto de leitura
Seringas prontas para a aplicação de vacinas anticovid-19 em um centro de vacinação em Madri

A Comissão Europeia anunciou, nesta quarta-feira (4), a assinatura de um contrato com a sociedade farmacêutica americana Novavax para comprar antecipadamente 200 milhões de doses de sua vacina, a partir do momento em que for aprovada pela Agência Europeia de Medicamentos (EMA).

"O novo acordo com a Novavax nos permite ampliar nossas opções com uma vacina à base de proteínas, uma fórmula que deu resultados promissores durante os ensaios clínicos", explicou em nota a comissária de Saúde da UE, Stella Kyriakides.

O contrato assinado com a Novavax permitirá aos Estados-membros da UE comprarem até 100 milhões de doses da vacina da farmacêutica americana, com uma opção extra de compra de outros 100 milhões ao longo de 2021, 2022 e 2023. A partir do momento em que a vacina for examinada e aprovada pela EMA.

Os Estados-membros poderão doar as vacinas aos países pobres ou em desenvolvimento, assim como entregá-las a outros países europeus.

Para a Comissão, que negocia em nome dos 27 países da UE, este é o sétimo contrato deste tipo após os alcançados com a AstraZeneca, Sanofi-GSK, Janssen Pharmaceutica (Johnson&Johnson), BioNTech-Pfizer, Moderna e CureVac.

Também estaria discutindo um oitavo com a empresa de biotecnologia franco-austríaca Valneva.

A UE já vacinou 50% de sua população, segundo uma contagem realizada pela AFP, com quatro vacinas: BioNTech-Pfizer, Moderna, AstraZeneca e Johnson & Johnson, as únicas aprovadas até agora pela EMA.

csg/alm/grp/mb/aa

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos