Mercado fechará em 1 h 31 min
  • BOVESPA

    112.034,14
    +2.316,20 (+2,11%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.605,60
    +145,05 (+0,30%)
     
  • PETROLEO CRU

    92,35
    -1,99 (-2,11%)
     
  • OURO

    1.799,50
    +9,80 (+0,55%)
     
  • BTC-USD

    24.017,15
    -154,36 (-0,64%)
     
  • CMC Crypto 200

    570,87
    -0,41 (-0,07%)
     
  • S&P500

    4.260,25
    +52,98 (+1,26%)
     
  • DOW JONES

    33.631,15
    +294,48 (+0,88%)
     
  • FTSE

    7.500,89
    +34,98 (+0,47%)
     
  • HANG SENG

    20.175,62
    +93,19 (+0,46%)
     
  • NIKKEI

    28.546,98
    +727,65 (+2,62%)
     
  • NASDAQ

    13.508,50
    +197,25 (+1,48%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2041
    -0,1196 (-2,25%)
     

Ubisoft adia jogo de Avatar e cancela outros quatro projetos

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A Ubisoft decidiu adiar novamente Avatar: Frontiers of Pandora, que tinha lançamento previsto para março de 2023. De acordo com um novo relatório fiscal da empresa, o jogo de mundo aberto inspirado na franquia de filmes chegará até o final do ano fiscal de 2024, que vai de 31 de março de 2023 até a mesma data no ano seguinte.

Sobre o adiamento, a Ubisoft comentou que o tempo de desenvolvimento adicional se mostrou necessário por conta dos impactos da pandemia de covid-19 na indústria dos videogames: "Estamos trabalhando duro para projetar as condições de trabalho mais eficientes e garantir flexibilidade para nossas equipes com forte produtividade, proporcionando as melhores experiências aos jogadores".

Além do adiamento de Avatar, a Ubisoft informou para investidores o cancelamento de diversos jogos, como Ghost Recon Frontline e Splinter Cell VR. Frontline levaria a franquia Ghost Recon para o mundo dos battle royales grátis para jogar. Nas partidas, grupos de 4 jogadores se uniriam para enfrentar mais de 100 competidores em um grande mapa.

Um trailer de 8 minutos do jogo foi divulgado pela Ubisoft, mas acabou não agradando os jogadores, motivo que pode justificar o cancelamento.

Sobre Splinter Cell VR, pouco se sabia sobre o projeto de realidade virtual. Em uma das descrições do projeto, o CEO da Ubisoft, Yves Guillemot, descreveu a aventura como uma nova "experiência para a franquia". O jogo estava em desenvolvimento com a Meta e seria exclusivo dos dispositivos de realidade virtual da empresa.

Os cancelamentos ainda atingiram dois games que não foram anunciados. Os relatos da mudança de planos na publicadora francesa foram reportados a partir de uma reunião com investidores acompanhada pelo site VGC.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos