Mercado fechará em 2 h 40 min
  • BOVESPA

    103.663,93
    +1.748,48 (+1,72%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.427,74
    +729,02 (+1,47%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,47
    +2,29 (+3,46%)
     
  • OURO

    1.788,70
    +12,20 (+0,69%)
     
  • BTC-USD

    59.041,68
    +1.830,59 (+3,20%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.504,21
    +35,13 (+2,39%)
     
  • S&P500

    4.651,34
    +84,34 (+1,85%)
     
  • DOW JONES

    34.990,42
    +506,70 (+1,47%)
     
  • FTSE

    7.153,93
    +94,48 (+1,34%)
     
  • HANG SENG

    23.658,92
    +183,66 (+0,78%)
     
  • NIKKEI

    27.935,62
    +113,86 (+0,41%)
     
  • NASDAQ

    16.368,75
    +218,25 (+1,35%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3699
    -0,0001 (-0,00%)
     

Uber vai ter 50 mil carros elétricos da Tesla rodando nos EUA

·2 min de leitura

Parceira da Uber desde 2016, a Hertz, locadora de veículos, anunciou que metade dos 100 mil carros elétricos que comprou da Tesla nesta semana serão cedidos para motoristas cadastrados na rede do aplicativo nos Estados Unidos. A iniciativa faz parte do programa da Uber chamado Futuro Verde, e vai de encontro à meta da companhia de ter 100% da frota eletrificada no país até 2030.

O novo capítulo da parceria entre Uber e Hertz dará aos motoristas de Los Angeles, San Francisco, San Diego e Washington (a princípio) a oportunidade de trabalhar a bordo de um Tesla Model 3 a partir do dia 1º de novembro. A taxa será de US$ 334 semanais, incluindo manutenção e seguro, mas deverá cair para US$ 299 conforme o programa for se expandindo.

A aposta da Uber para convencer os motoristas a trocarem os carros a combustão pelos elétricos, apesar da tarifa mais salgada, está nos benefícios oferecidos. Segundo a companhia, há um bônus adicional de até US$ 1,50 por viagens feitas em veículos “verdes”, desde que não ultrapassem um teto de US$ 4 mil anuais.

“Acreditamos que isso será uma vitória para os motoristas que alugam, com uma chance de aumentar os ganhos e reduzir o impacto ambiental. Os motoristas podem desfrutar de economia de gasolina, bem como maior potencial de ganhos”, argumentou a empresa em comunicado oficial.

Apelo ao governo

Apesar de acertar a disponibilização de 50 mil carros elétricos da Tesla para os motoristas da plataforma, a Uber sabe que a missão de transformar toda sua frota em algo ecologicamente correto ainda está apenas no começo. Por conta disso, aproveitou para fazer um apelo ao governo dos Estados Unidos.

O foco foi direcionado para os altos custos que um carro elétrico ainda demanda:

“Embora essa parceria seja um passo à frente para o avanço da eletrificação na plataforma Uber, é importante observar que possuir um veículo elétrico ainda é muitas vezes mais caro do que um veículo movido a gás tradicional. Este é um desafio crítico que todos nós devemos continuar enfrentando, junto com os líderes do governo, por meio de uma política inteligente para alinhar o custo de propriedade do carro elétrico com ou abaixo dos carros movidos a gasolina. Esperamos trabalhar com nossos parceiros e legisladores nos Estados Unidos e em todo o mundo para implementar políticas que apoiem o acesso equitativo à eletrificação, inovação e progresso climático”.

Os motoristas que fazem parte da Uber nas cidades que começarão a oferecer o serviço, via Hertz, a partir de novembro precisarão atender a alguns critérios. Segundo a empresa, eles devem ter classificação de pelo menos 4,7 estrelas e ter concluído pelo menos 150 viagens para serem elegíveis. Os que forem aprovados terão acesso à rede Supercharger da Tesla, além de descontos nas estações de recarga EVgo participantes.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos