Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.264,96
    +859,61 (+0,67%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.315,69
    -3,88 (-0,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,40
    -0,26 (-0,35%)
     
  • OURO

    1.785,80
    +2,90 (+0,16%)
     
  • BTC-USD

    31.964,29
    -3.559,69 (-10,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    762,93
    -87,41 (-10,28%)
     
  • S&P500

    4.224,79
    +58,34 (+1,40%)
     
  • DOW JONES

    33.876,97
    +586,89 (+1,76%)
     
  • FTSE

    7.062,29
    +44,82 (+0,64%)
     
  • HANG SENG

    28.489,00
    -312,27 (-1,08%)
     
  • NIKKEI

    28.010,93
    -953,15 (-3,29%)
     
  • NASDAQ

    14.136,00
    +6,00 (+0,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9826
    -0,0535 (-0,89%)
     

Uber teria usado empresas de fachada para evitar impostos

·1 minuto de leitura
(Foto: Getty Images)
(Foto: Getty Images)

Uma investigação realizada pelo Centro de Contabilidade e Pesquisa de Impostos Corporativos Internacionais (CICTAR), sediado na Austrália, aponta que a Uber recorreu a 50 empresas de fachada da Holanda para conseguir a redução de sua carga fiscal em âmbito global.

Leia também:

Há dois anos, a empresa de transporte por aplicativo reivindicou US$ 4,5 milhões para fins fiscais, por conta de perdas operacionais globais, mas excluiu os Estados Unidos e a China. No entanto, o documento do órgão de investigação afirma que, também em 2019, a Uber teria receitas operacionais de US$ 5,8 milhões.

O CICTAR garantiu que nenhuma das filiais da Uber na Holanda apresentou qualquer relatório financeiro obrigatório. No relatório, consta ainda que, na Índia, a Uber pagou menos de um terço do imposto de 6% que o país impõe sobre multinacionais.

Um dos analistas do CICTAR, à frente da investigação, chamou a manobra da Uber de “Liga dos Campeões da evasão fiscal”.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos