Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.575,47
    +348,47 (+0,32%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    41.674,30
    -738,20 (-1,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,52
    -0,19 (-0,42%)
     
  • OURO

    1.790,70
    -20,50 (-1,13%)
     
  • BTC-USD

    18.073,03
    +304,97 (+1,72%)
     
  • CMC Crypto 200

    333,27
    -4,23 (-1,25%)
     
  • S&P500

    3.638,35
    +8,70 (+0,24%)
     
  • DOW JONES

    29.910,37
    +37,87 (+0,13%)
     
  • FTSE

    6.367,58
    +4,65 (+0,07%)
     
  • HANG SENG

    26.894,68
    +75,28 (+0,28%)
     
  • NIKKEI

    26.644,71
    +107,41 (+0,40%)
     
  • NASDAQ

    12.273,25
    +121,00 (+1,00%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3922
    +0,0523 (+0,82%)
     

Uber suspende plano de transferir sede da Ásia para Hong Kong

Felix Tam
·1 minuto de leitura

(Bloomberg) -- A Uber Technologies voltou atrás nos planos de mudar seu centro regional da Ásia-Pacífico para Hong Kong, citando incertezas em relação à regulamentação do segmento de aplicativo de transporte.

Em maio, a empresa havia anunciado que estava pronta para transferir a sede da Ásia de Cingapura “e estabelecer um centro de inovação e engenharia” em Hong Kong, desde que as autoridades eliminassem obstáculos regulatórios (o serviço de aplicativo de transporte é oficialmente proibido). Em comunicado, a Uber disse que a sede permanecerá em Cingapura por enquanto. A empresa não mencionou a polêmica lei de segurança nacional aprovada em junho, que concede às autoridades de Hong Kong amplos poderes para policiar dados online, o que leva companhias globais de tecnologia a reconsiderarem seu futuro compromisso com a cidade.

“Temos visto um forte apoio do público por uma reforma, mas não o nível de certeza do governo de que precisamos”, disse o porta-voz da Uber, Chris Brummitt, por e-mail. “Enquanto continuamos esses esforços, decidimos manter Cingapura como centro regional a médio prazo.”

No anúncio de maio, a Uber prometeu criar empregos e oportunidades para residentes de Hong Kong, observando a recepção positiva na cidade, onde mais de 25% da população já utilizou seus serviços. A empresa possui cerca de 250 mil parceiros-motoristas na cidade e mais de 6,4 mil restaurantes na plataforma de entrega de comida Uber Eats, informou a empresa.

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2020 Bloomberg L.P.