Mercado fechará em 2 h 15 min
  • BOVESPA

    115.763,22
    -700,84 (-0,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.057,78
    -995,78 (-2,21%)
     
  • PETROLEO CRU

    53,17
    +0,56 (+1,06%)
     
  • OURO

    1.846,90
    -4,00 (-0,22%)
     
  • BTC-USD

    30.689,36
    -1.161,11 (-3,65%)
     
  • CMC Crypto 200

    619,93
    -19,99 (-3,12%)
     
  • S&P500

    3.788,25
    -61,37 (-1,59%)
     
  • DOW JONES

    30.594,09
    -342,95 (-1,11%)
     
  • FTSE

    6.571,27
    -82,74 (-1,24%)
     
  • HANG SENG

    29.297,53
    -93,73 (-0,32%)
     
  • NIKKEI

    28.635,21
    +89,03 (+0,31%)
     
  • NASDAQ

    13.254,25
    -231,25 (-1,71%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5421
    +0,0313 (+0,48%)
     

Uber lança serviço de transporte por barcos

Marcus Couto
·1 minuto de leitura
Imagem de um barco com o layout da Uber
Imagem de um barco com o layout da Uber

A empresa de transporte via aplicativos Uber anunciou uma nova parceria que permitirá seus usuários se movimentarem com barcos. A novidade foi lançada em Londres, no Rio Tâmisa. As informações são do site The Verge.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

A novidade é uma parceria entre a Uber e a operadora de embarcações Thames Clippers. Os usuários poderão agendar uma viagem pelo aplicativos da Uber, e receberão um código QR que pode ser usado no embarque.

Leia também

Ao contrário do que acontece com o transporte via carros, não é possível o usuário definir sua rota. Ele precisará seguir a rota estabelecida regularmente pela operadora.

Inicialmente, a frota operada na parceria terá 20 barcos e 23 piers. Usuários poderão pagar suas viagens ainda com outras formas de pagamento, como cartões de transporte urbano emitidos pelo governo.

Essa é a mais recente novidade da Uber em sua luta por ampliar possibilidades de receita em meio à crise da pandemia do coronavírus, que diminuiu no mundo todo a demanda por seus serviços, e forçou a empresa a implementar programas de reestruturação.

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.