Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.035,17
    -2.221,19 (-1,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.592,91
    +282,64 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,66
    -1,87 (-2,94%)
     
  • OURO

    1.733,00
    -42,40 (-2,39%)
     
  • BTC-USD

    46.455,80
    +509,85 (+1,11%)
     
  • CMC Crypto 200

    912,88
    -20,25 (-2,17%)
     
  • S&P500

    3.811,15
    -18,19 (-0,48%)
     
  • DOW JONES

    30.932,37
    -469,64 (-1,50%)
     
  • FTSE

    6.483,43
    -168,53 (-2,53%)
     
  • HANG SENG

    28.980,21
    -1.093,96 (-3,64%)
     
  • NIKKEI

    28.966,01
    -1.202,26 (-3,99%)
     
  • NASDAQ

    12.905,75
    +74,00 (+0,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7583
    +0,0194 (+0,29%)
     

Uber expande uso de carros elétricos e híbridos para 1.400 cidades dos EUA

Felipe Ribeiro
·1 minuto de leitura

O Uber Green, serviço da Uber que utiliza apenas carros elétricos e híbridos, acaba de receber uma importante expansão nos Estados Unidos: agora o serviço vai operar em mais de 1.400 cidades e vilas do país, como Austin, Houston, Miami, Nova York e Washington. Além disso, a empresa expandiu seu ciclo de parcerias para que os motoristas possam usar esse tipo de veículo.

Além da menor emissão de gases poluentes, o Uber Green tem outras contrapartidas. Por ser um pouco mais caro do que o serviço tradicional, a empresa usará metade do valor arrecadado para campanhas de conscientização promovidas por ela, como a Uber Green Future. A outra parte, claro, vai diretamente para o motorista que se dispôs a mudar de carro.

Por serem mais caros, carros elétricos e híbridos ainda são difíceis de serem adquiridos, então a Uber também se preveniu e fechou algumas parcerias com locadoras locais como a Avis, que proporcionará descontos para as locações desses veículos e uma série de outras vantagens.

Imagem: Divulgação/ Uber
Imagem: Divulgação/ Uber

Com esse prisma, os motoristas podem acabar recebendo um pouco mais pelos seus serviços, afinal de contas os híbridos, por exemplo, gastam bem menos combustível na cidade e gerariam uma economia aos motoristas, que abastecem os carros com seus próprios recursos, como também acontece aqui no Brasil.

A Uber, aliás, promete fazer uma transição rápida para os veículos híbridos e elétricos, aumentando a frota consideravelmente até 2025. “Este compromisso de 2025 é parte de nossa estratégia de longo prazo de passar a 100% elétrico em todas as grandes cidades dos EUA, Canadá e Europa até 2030, e 100% elétrico em todas as cidades do mundo em 2040”, disse o CEO da Uber, Dara Khosrowshahi.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: