Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,99 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,15
    -10,24 (-13,06%)
     
  • OURO

    1.785,50
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    55.164,14
    -307,50 (-0,55%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,82 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,04 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,64 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,66 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.051,00
    -315,00 (-1,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3485
    +0,1103 (+1,77%)
     

Uber entra no mercado de maconha no Canadá

·2 min de leitura
A Uber permitirá que usuários em Ontário, Canadá, façam pedidos de cannabis em seu aplicativo Uber Eats, marcando a incursão da gigante no setor em expansão. (REUTERS/Andrew Kelly)
  • Em parceria com a Tokyo Smoke, Uber passará a entregar maconha em Ontário

  • Mercado deve alcançar expansão de R$ 37 bilhões até 2026

  • Ideia é combater o mercado ilegal na venda de maconha na região de Ontário

A Uber permitirá que usuários em Ontário, Canadá, façam pedidos de cannabis em seu aplicativo Uber Eats, marcando a incursão da gigante no setor em expansão, disse um porta-voz da empresa na segunda-feira (22).

Leia também

O Uber Eats listará a varejista de maconha Tokyo Smoke em seu mercado na segunda-feira, após o qual os clientes podem fazer pedidos do aplicativo Uber Eats e retirá-lo na loja Tokyo Smoke mais próxima, disse o porta-voz.

O Uber, que já entrega bebidas alcoólicas por meio de sua unidade Eats, está de olho no crescente mercado de cannabis há algum tempo. Seu CEO, Dara Khosrowshahi, disse à imprensa em abril que a empresa considerará a entrega de cannabis quando a costa legal estiver limpa nos Estados Unidos.

Com mais de três anos de legalização da cannabis recreativa no Canadá, o país está tentando consertar seu mercado de maconha em dificuldades, onde os produtores ilegais ainda controlam uma grande parte das vendas anuais totais.

A parceria ajudará os adultos canadenses a comprar cannabis legal e segura, ajudando a combater o mercado ilegal subterrâneo que ainda responde por mais de 40% de todas as vendas de cannabis não medicinal a nível nacional, disse o Uber na segunda-feira.

Mercado de cannabis está com expansão acelerada

O rastreador global de ações de cannabis, MJ ETF, subiu 2%, enquanto as ações do Uber subiram 1,2%, para US$ 44,78 (R$ 250) no pré-mercado. As vendas de cannabis no Canadá totalizarão US$ 4 bilhões (R$ 22 bilhões) em 2021 e devem crescer para US$ 6,7 bilhões (R$ 37,5 bilhões) em 2026, de acordo com dados da empresa de pesquisa da indústria BDS Analytics.

Questionado sobre a possibilidade de expansão para outras províncias canadenses, ou nos Estados Unidos, um porta-voz do Uber disse que "nada mais há para compartilhar neste momento". "Continuaremos observando as regulamentações e oportunidades de perto, mercado por mercado. E conforme as leis locais e federais evoluam, exploraremos oportunidades com comerciantes que operam em outras regiões", disse o porta-voz do Uber, em comunicado.

Os mandatos e bloqueios mais rígidos induzidos pela pandemia do ano passado estimularam a demanda por produtos relacionados à cannabis de clientes que ficavam presos em casa com opções de entretenimento limitadas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos