Mercado fechado

Uber e governo de São Paulo anunciam integração entre app e transporte publico

Rui Maciel

A Uber anunciou nesta quinta-feira (14) uma parceria com o governo de São Paulo, que integrará o aplicativo ao transporte publico estadual nos mais diversos modais. Com isso, o usuário poderá visualizar as rotas entre sua casa e escola / trabalho e o preço cobrado pelas diversas modalidades de transporte, incluindo, claro, os carros do serviço.

Como funcionará

A modalidade integrada funcionará, inicialmente, na região metropolitana de São Paulo. A partir do aplicativo do Uber, ao determinar a sua origem e destino, o usuário visualizará a opção “Transporte Público”, que mostrará os valores de cada meio de transporte nessa modalidade - trens da CPTM, EMTU, metrô e ônibus municipais e intermunicipais. A partir daí ele visualizará a rota e o tempo estimado para realizar o trajeto.

No entanto, inicialmente, a modalidade funcionará apenas para consulta. Claudia Woods, diretora-geral da empresa no Brasil, afirmou que há planos para integrar o pagamento do transporte público via app, mas ainda não há uma data específica para isso acontecer. Algumas cidades, como Denver, nos EUA, já contam com essa integração.

Ainda de acordo com a executiva, a integração do app ao transporte público facilitará ao usuário a decisão de escolher entre um carro da empresa ou um ônibus ou trem na hora de percorrer o trecho inicial e final entre sua casa e trabalho / escola. Ela afirma ainda que o algoritmo do aplicativo já incorporou a funcionalidade e ajustará o número de veículos nesses trechos de acordo com a demanda do público nas regiões. A capital paulista é a primeira do Brasil a contar com essa parceria público-privada.

Sobre a questão dos dados, Woods afirmou: “Esta nova modalidade não contempla compartilhamento de dados entre o governo e a Uber, além da exibição da rota e preço dos modais. Além disso, usamos APIs públicas para exibir as informações no aplicativo”. Alexandre Baldi, secretário estadual de Transportes, declarou que, nessa primeira fase, não haverá qualquer tipo de repasse financeiro ao governo ou vice-versa.

Essa nova modalidade de transporte público no aplicativo do Uber já está disponível para alguns usuários do serviço, mas ainda em regime de testes. A empresa afirmou que, ao longo do próximo mês, o recurso será disponibilizado para todos os usuários.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: