Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.941,68
    -160,31 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.599,38
    -908,97 (-1,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,83
    -0,72 (-0,84%)
     
  • OURO

    1.836,10
    -6,50 (-0,35%)
     
  • BTC-USD

    34.990,61
    -3.241,38 (-8,48%)
     
  • CMC Crypto 200

    870,86
    +628,18 (+258,85%)
     
  • S&P500

    4.397,94
    -84,79 (-1,89%)
     
  • DOW JONES

    34.265,37
    -450,02 (-1,30%)
     
  • FTSE

    7.494,13
    -90,88 (-1,20%)
     
  • HANG SENG

    24.965,55
    +13,20 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    27.522,26
    -250,67 (-0,90%)
     
  • NASDAQ

    14.411,00
    -430,00 (-2,90%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1900
    +0,0599 (+0,98%)
     

Uber e 99 recebem multa por cancelamento de corridas no Rio

·2 min de leitura
Carro da Uber
Em 2019, a Uber recebeu 593 queixas e a 99 apenas uma. Já em 2021, a quantidade foi de 773 e 225, respectivamente

(Getty Images)

  • Procon Carioca multa Uber e 99 por cancelamento de corridas

  • Soma das multas chega a R$ 8 milhões

  • 99 se colocou à disposição do órgão, mas Uber avisou que irá recorrer da decisão

O Procon Carioca multou, neste fim de semana, a Uber e a 99 devido às altas taxas de cancelamento de corridas nos aplicativos. Juntos, os valores totalizam cerca de R$ 8 milhões.

Leia também:

Em novembro, o órgão de defesa do consumidor do Rio de Janeiro notificou as empresas após receber diversas queixas relacionadas à demora para conseguir um motorista. Agora, foi anunciada a multa, que equivale a R$ 3 milhões para a 99 e R$ 5 milhões para a Uber.

Reclamações

A escalada no número de queixas é visível. Em 2019, a Uber recebeu 593 e a 99 apenas uma. Já em 2021, a quantidade foi de 773 e 225, respectivamente.

De acordo com os usuários, o tempo de espera de cinco a dez minutos estava "se multiplicando e chegando a até uma hora por conta dos recorrentes cancelamentos de corridas pelos motoristas", conforme divulgado pelo Procon Carioca. O órgão ainda informou que, em um dos casos, houve oito cancelamentos.

Outros clientes ainda afirmaram que tiveram que lidar com motoristas que, mesmo após aceitarem a corrida, mudavam a rota ou alegavam que não realizariam a corrida, obrigando os passageiros a cancelarem o serviço e arcarem com as taxas impostas pelos apps.

O que diz o Procon

O órgão informou que “a legislação consumerista é clara ao dizer que a notificada não pode se recusar a prestar seus serviços para os usuários que estão dispostos a pagar, configurando prática abusiva". Além disso, é fundamental que as empresas tenham um canal efetivo para atendimento ao consumidor.

De acordo com o Procon, os motoristas explicaram que boa parte dos cancelamentos se devia ao aumento do preço do combustível, já que "não vale a pena fazer uma corrida de dez a 12 minutos, média de 5km, por R$ 6,50". Para contornar a situação, a Uber, por exemplo, chegou a anunciar no ano passado um programa de bônus que oferecia até R$ 1.500 por mês aos motoristas que aceitassem as corridas.

Ao Tecnoblog, a 99 disse que está à disposição do Procon Carioca "para colaborar com qualquer ação para melhoria na mobilidade urbana do município". Já a Uber avisou que irá recorrer da decisão assim que for informada. 

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos