Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.094,22 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,95 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,09
    +0,02 (+0,03%)
     
  • OURO

    1.799,20
    -2,60 (-0,14%)
     
  • BTC-USD

    35.965,21
    +1.964,98 (+5,78%)
     
  • CMC Crypto 200

    868,25
    +74,51 (+9,39%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,15 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,82 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.994,92
    +446,92 (+1,62%)
     
  • NASDAQ

    15.104,75
    +6,75 (+0,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1174
    -0,0042 (-0,07%)
     

Twitter verificou e deu seu selo para contas falsas

·2 minuto de leitura
Twitter verificou e deu seu selo para contas falsas
Twitter verificou e deu seu selo para contas falsas

O Twitter verificou, por engano, seis contas falsas em sua plataforma neste mês. A maioria não publicou tuítes e dois delas usaram fotos de banco de imagens em seus avatares. O erro foi descoberto nesta segunda-feira (13/07) pelo cientista de dados que atende no twitter só como Conspirador Norteño (@conspirador0), que se identifica como cientista de dados. E, nessas contas identificadas, já foi corrigido pela empresa.

“Aprovamos por engano os pedidos de verificação de um pequeno número de contas não-autênticas”, relatou, em comunicado, um porta-voz do Twitter ao site Daily Dot. “Suspendemos de forma permanente as contas em questão e removemos seu selo de verificado, seguindo nossa política de spam e manipulação de plataforma.”

Segundo Norteño, as seis contas foram criadas em 16 de junho e tinham 976 seguidores suspeitos em comum — boa parte deles ativados nos dias 19 e 20 do mesmo mês com imagens de perfil geradas por inteligência artificial. Todas as contas integravam uma rede de bots que abrangia pelo menos 1.212 usuários fantasmas. De acordo com o pesquisador, a rede já foi desbaratada pelo Twitter.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Processo falho?

O imbróglio em torno do episódio, em certa medida, suscita questões sobre o processo de verificação do Twitter. De acordo com a empresa, o critério para verificação de contas na plataforma se baseia na ideia de que uma conta seja “autêntica, notável e ativa” para ser digna do crachá virtual. Paradoxalmente, porém, isso criaria um problema para as contas falsas que o sistema do Twitter verificou como “notáveis”.

Vale observar que, embora a maioria das contas não tenha publicado nada na plataforma, algumas chegaram a tuitar. Nestas poucas, segundo Conspirador Norteño, quase todo o conteúdo estava relacionado a um spam sul-coreano automatizado.

O que exatamente provocou essa verificação errônea ainda não foi divulgado pelo Twitter. O ex-chefe de segurança do Facebook, Alex Stamos, chegou a deduzir, com base em experiências passadas no Instagram, que um insider malicioso no sistema poderia ter causado a distorção. Mas o Twitter já descartou a teoria e trabalha agora para solucionar a origem do problema.

Via Daily Dot e The Verge

Imagem: Reprodução/Conspirador Norteño/Twitter

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos