Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.880,82
    +1.174,91 (+0,97%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.219,26
    +389,95 (+0,80%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,51
    +1,69 (+2,65%)
     
  • OURO

    1.844,00
    +20,00 (+1,10%)
     
  • BTC-USD

    48.948,70
    -252,02 (-0,51%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.398,33
    +39,77 (+2,93%)
     
  • S&P500

    4.173,85
    +61,35 (+1,49%)
     
  • DOW JONES

    34.382,13
    +360,68 (+1,06%)
     
  • FTSE

    7.043,61
    +80,28 (+1,15%)
     
  • HANG SENG

    28.027,57
    +308,90 (+1,11%)
     
  • NIKKEI

    28.084,47
    +636,46 (+2,32%)
     
  • NASDAQ

    13.398,00
    +297,75 (+2,27%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4040
    -0,0085 (-0,13%)
     

Twitter vai permitir que qualquer usuário com 600 ou mais seguidores crie salas de áudio ao vivo

Lucas Soares
·2 minuto de leitura
Twitter vai permitir que qualquer usuário com 600 ou mais seguidores crie salas de áudio ao vivo
Twitter vai permitir que qualquer usuário com 600 ou mais seguidores crie salas de áudio ao vivo

O Twitter lançou recentemente o Spaces, um modo de salas de áudio ao vivo semelhante ao Clubhouse. Agora, a partir desta segunda-feira (3), a rede social vai permitir que qualquer usuário com 600 ou mais seguidores hospede essas transmissões (isso deve ser liberado aos poucos para esse grupo). Antes, o recurso estava disponível apenas para uma parcela das contas.

“Com base no que aprendemos até agora, essas contas provavelmente terão uma boa experiência ao hospedar conversas ao vivo devido ao seu público existente. Antes de levar a capacidade de criar um Space para todos, estamos focados em aprender mais, tornando mais fácil descobrir os Spaces e ajudando as pessoas a desfrutá-los com um grande público”, explicou a empresa justificando a escolha pelos 600 seguidores. Lembrando que o limite é apenas para criar as salas, participar qualquer usuário pode.

Leia também!

A premissa da plataforma é muito parecida com a do Clubhouse, mas uma das vantagens é o alcance a celulares Android. A nova ferramenta do Twitter permite que o anfitrião escolha quem poderá falar e os usuários podem levantar a mão para solicitar essa liberação. Os ouvintes também podem adicionar emojis de reação em tempo real e compartilhar o link da sala.

Twitter e o áudio ao vivo

Além do número de seguidores, o Twitter também pretende adicionar um modo de monetizar o sistema de áudio ao vivo. Basicamente, vai ser possível cobrar um ingresso para quem quiser participar da chamada no Spaces. Isso vai ser feito através de uma plataforma interna do próprio Twitter. A empresa também afirma que irá ficar com uma parte do valor. Inicialmente, o recurso vai ser liberado apenas para um grupo selecionado de usuários nos próximos meses.

Com o Super Follows e agora o novo modo do Space, o Twitter aumenta os formatos de gerar monetização para seus influencers. Isso evita que usuários do Twitter apoiem outros serviços, como o Patreon, para fazer isso. “Os anfitriões podem definir os preços dos ingressos e quantos estão disponíveis para venda. Um grupo limitado poderá hospedar os Spaces com ingressos nos próximos meses. Os hosts ganham a maior parte da receita com a venda de ingressos e o Twitter também fica com uma pequena quantia”, explicou a rede social.

Ainda foram anunciados outras novidades para as transmissões de áudio ao vivo, como um modo com legendas, para ajudar na acessibilidade. Outra funcionalidade que deve compor o novo recurso do Twitter é a possibilidade de agendar um horário para as salas de conversa e compartilhar o convite. Dessa forma, será mais fácil marcar um bate-papo com amigos ou seguidores na plataforma.