Mercado abrirá em 1 h 8 min

Twitter vai excluir 1,5 bilhão de contas inativas, promete Elon Musk

O Twitter deve remover cerca de 1,5 bilhão de contas inativas da plataforma. Segundo Elon Musk, essa medida deve liberar vários nomes de usuário que hoje estão vinculados a perfis sem uso.

Ainda não está claro qual será o critério usado para mensurar a inatividade. Musk disse apenas que seriam consideradas as contas "sem tuítes e sem login por anos", mas é preciso definir um parâmetro concreto.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

A ausência de login não significa desistência total da plataforma, logo isso poderia gerar um baita atrito com quem ainda pretende usar a rede social. Imagine a pessoa tentar entrar no perfil e descobrir que foi deletado sem aviso prévio?

A melhor solução provavelmente seria enviar e-mails e notificações para checar quem ainda tem interesse em manter o perfil. Quem não fizesse o login até a data limite teria a conta permanentemente deletada — mas isso é apenas uma suposição, cabendo ao Passarinho Azul definir como fará para deletar perfis sem prejudicar ninguém.

A parte boa é que muita gente poderá escolher um username melhor, afinal encontrar um nome vago após 16 anos de Twitter não é fácil. Talvez você até consiga colocar o seu nome pessoal ou o da sua empresa, já que se trata de um expressivo número de liberações.

Twitter em processo de renovação

Esta é só mais uma das incontáveis promessas feitas por Elon Musk desde que assumiu a chefia da empresa. Além de demitir boa parte dos funcionários, o magnata agora trabalha em um projeto chamado Twitter 2.0, que promete trazer recursos novos como mensagens diretas criptografadas e chamadas de voz e vídeo.

O bilionário dono da Tesla e SpaceX também pretende aumentar em mais de três vezes o limite de caracteres. A ideia é expandir o limite de 280 para mil caracteres no total, possibilitando a criação de conteúdos mais elaborados.

Ontem (8), ele também garantiu uma atualização futura para indicar quando um usuário recebeu o temido "shadowban". Trata-se de um recurso usado por redes sociais para reduzir drasticamente o alcance de publicações, com o propósito de penalizar o infrator sem precisar suspendê-lo ou bani-lo, de fato.

Ainda não está claro se conseguirá cumprir tantas promessas e nem qual o prazo para isso. O Twitter passou a última década inteira praticamente em trazer grandes inovações, por isso seria difícil pensar em um conjunto tão vasto de aprimoramentos em poucos dias, mesmo colocando os empregados até para dormir na sede.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: