Mercado fechado

Twitter vai banir posts negacionistas sobre o Holocausto

Ramon de Souza
·1 minuto de leitura

O Twitter acaba de anunciar que vai banir quaisquer conteúdos que negacionistas a respeito do Holocausto, a exterminação sistemática de mais de 6 milhões de judeus por oficiais nazistas durante a Segunda Guerra Mundial. Ao longo dos últimos meses, tem crescido o número de teorias conspiracionistas que afirmam que o genocídio, na verdade, não aconteceu ou não foi tão grave quanto apontam os registros históricos.

Embora o Twitter não tenha regras explícitas sobre tal comportamento, ele se enquadra em algumas de suas políticas. “Condenamos veementemente o antissemitismo e a conduta odiosa não tem lugar em nosso serviço. Também temos uma política robusta de 'glorificação da violência' em vigor e agimos contra o conteúdo que glorifica ou elogia atos históricos de violência e genocídio, incluindo o Holocausto”, afirmou uma porta-voz da rede social.

O anúncio vem poucos dias após um comunicado similar do Facebook, que também anunciou tolerância zero contra negacionismo do Holocausto. A decisão, estranhamente, vai contra um pronunciamento do próprio Mark Zuckerberg em 2018, que afirmou não poder remover as postagens porque as pessoas poderiam “não estar errando intencionalmente” e que seria importante garantir “a liberdade de expressão”.

A companhia afirma que a diretoria teria mudado de ideia depois que estudos analíticos demonstraram 1/4 dos cidadãos com idade entre 18 e 39 anos nos EUA acreditam que o Holocausto, de fato, é um mito ou tem sua descrição exagerada.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: