Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.451,20
    +74,85 (+0,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.442,21
    +436,10 (+0,97%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,75
    -0,40 (-0,49%)
     
  • OURO

    1.666,10
    -3,90 (-0,23%)
     
  • BTC-USD

    19.518,76
    +406,12 (+2,12%)
     
  • CMC Crypto 200

    447,10
    +18,32 (+4,27%)
     
  • S&P500

    3.719,04
    +71,75 (+1,97%)
     
  • DOW JONES

    29.683,74
    +548,75 (+1,88%)
     
  • FTSE

    7.005,39
    +20,80 (+0,30%)
     
  • HANG SENG

    17.250,88
    -609,43 (-3,41%)
     
  • NIKKEI

    26.173,98
    -397,89 (-1,50%)
     
  • NASDAQ

    11.537,50
    -18,25 (-0,16%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2269
    -0,0057 (-0,11%)
     

Twitter: usuários agora podem criar grupos fechados

·1 min de leitura
Mulher usando celular em fundo borrado
Twitter já havia apresentado novidade em fevereiro, junto com um pacote de funcionalidades que visam dobrar a receita da empresa até 2023
(Getty Creative)
  • Nova funcionalidade do Twitter permite criação de grupos fechados, como os do Facebook e Reddit

  • Por enquanto, aba está disponível somente para a versão desktop e iOS

  • Para ingressar em uma comunidade, o usuário precisa ser convidado. Os grupos ainda são pré-definidos e específicos

O Twitter anunciou, nesta quarta-feira, 8, a nova funcionalidade Comunidades, que permitirá que os usuários criem grupos fechados dentro da rede social em um esquema bem similar ao disponibilizado pelo Facebook e Reddit.

Leia também:

A novidade, por enquanto, é voltada somente para desktop e usuários do sistema iOS. Espera-se que, em breve, os aparelhos Android recebam a atualização.

De acordo com informações divulgadas pela B9, para ingressar em uma Comunidade, o usuário precisa ser convidado. A partir do momento que é aceito, somente ele e os demais participantes podem interagir por meio dos tweets e hashtags. As conversas podem ser segmentadas por assuntos e os grupos ainda são pré-definidos e específicos.

Em fevereiro deste ano, o Twitter já havia apresentado a novidade, junto com um pacote de recursos que visam dobrar a receita da empresa até 2023. Segundo a empresa, a missão das novas funcionalidades é criar um espaço em que os usuários podem criar, descobrir e participar de conversas que possuem públicos alvos específicos.