Mercado fechará em 26 mins

Twitter terá "deslize para o lado" para ver tuítes, tópicos e tendências

O Twitter vai permitir ao usuário alternar entre diferentes tipos de visualizações apenas deslizando o dedo para o lado. O recurso exibirá tuítes recomendados, conteúdos de quem a pessoa segue, tendências, tópicos em alta e outras telas.

Até então, era preciso tocar no ícone de estrelas no canto superior direito da tela inicial para alternar. Embora não fosse difícil fazer isso, nem todos sabem da possibilidade. Além disso, para voltar ao padrão original de navegação é necessário repetir o procedimento.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

O "anúncio" foi feito pelo dono da rede social, Elon Musk, em seu perfil oficial. Segundo Musk, o suporte deve chegar até o fim de janeiro — dando um toque de TweetDeck ao site original. O layout de colunas não está presente, mas a visualização rápida deve fazer a função do gerenciador de tuítes.

O bilionário já havia prometido essa funcionalidade em dezembro, como forma de usar o gesto de deslize lateral, que se popularizou nos Stories do Instagram. Essa novidade deve se somar à linha do tempo cronológica, que mostra os tuítes por ordem de publicação, em vez de usar a recomendação de conteúdo.

Twitter se renovando com Musk

Em julho do ano passado, o Twitter fez alguns testes com um feed temático e personalizável. A ideia era permitir uma configuração baseada em tópicos para acompanhar mais facilmente.

Ainda não há uma data certa para lançamento da visualização deslizante para todos os usuários. Antes, a rede social costumava liberar essas funcionalidades para testes e depois para assinantes do Twitter Blue, mas não dá para saber se essa rotina será seguida.

A medida é parte das ações de Musk para revitalizar o Twitter, como o contador de views em tuítes — que deve se tornar opcional —, suporte a vídeos com até 60 minutos, fotos quadradas de perfis empresariais do Blue e a infinidade de selos para diferenciar marcas, governos e influenciadores.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: