Mercado abrirá em 8 h 56 min
  • BOVESPA

    108.941,68
    -160,32 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.599,38
    -909,02 (-1,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    85,74
    +0,60 (+0,70%)
     
  • OURO

    1.836,80
    +5,00 (+0,27%)
     
  • BTC-USD

    35.273,02
    +318,60 (+0,91%)
     
  • CMC Crypto 200

    814,98
    +572,31 (+235,83%)
     
  • S&P500

    4.397,94
    -84,79 (-1,89%)
     
  • DOW JONES

    34.265,37
    -450,03 (-1,30%)
     
  • FTSE

    7.494,13
    -90,88 (-1,20%)
     
  • HANG SENG

    24.699,56
    -265,99 (-1,07%)
     
  • NIKKEI

    27.371,11
    -151,15 (-0,55%)
     
  • NASDAQ

    14.533,75
    +107,25 (+0,74%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1784
    -0,0116 (-0,19%)
     

Twitter removerá imagens postadas sem consentimento

·2 min de leitura
  • Imagens que foram postadas sem consentimento serão removidas da plataforma

  • De acordo com Twitter, imagens podem ser usadas para "assediar, intimidar e revelar a identidade”

  • Twitter segue Meta, empresa-mãe do Facebook, no controle das postagens dos usuários

O Twitter atualizou sua política de privacidade para que possa remover imagens de pessoas que foram postadas sem seu consentimento, disse a empresa em um blog. De acordo com sua política atual, o gigante da mídia social proíbe a publicação de informações privadas das pessoas, incluindo endereços, números de telefone, documentos de identidade e registros médicos.

Leia também

Agora, diz que adicionou "mídia privada" à lista, porque o compartilhamento desse material poderia ser usado para "assediar, intimidar e revelar a identidade de indivíduos". "Compartilhar mídia pessoal, como imagens ou vídeos, pode violar a privacidade de uma pessoa e causar danos emocionais ou físicos", disse a empresa.

“O uso indevido da mídia privada pode afetar a todos, mas pode ter um efeito desproporcional nas mulheres, ativistas, dissidentes e membros de comunidades minoritárias”, acrescentou. Antes de remover a imagem ou vídeo, disse o Twitter, seria necessário um relato em primeira pessoa ou um relato de um representante autorizado para estabelecer se o indivíduo consentiu ou não com o compartilhamento. Acrescentou que as mudanças de política não se aplicam quando há interesse público em jogo, ou em uma emergência.

"Esta política não se aplica à mídia apresentando figuras públicas ou indivíduos quando a mídia e o texto do Tweet que o acompanha são compartilhados no interesse público ou agregam valor ao discurso público", disse a empresa.

"Reconhecemos que há casos em que os titulares de contas podem compartilhar imagens ou vídeos de particulares em um esforço para ajudar alguém envolvido em uma situação de crise, como na sequência de um evento violento ou como parte de um evento digno de notícia devido ao público valor de interesse, e isso pode superar os riscos de segurança para uma pessoa ", acrescentou.

Mudanças começam a ter validade nesta quarta-feira

As novas medidas, que entraram em vigor globalmente nesta quarta-feira (1º), foram recebidas com críticas de usuários, argumentando que as mudanças foram muito imediatas e podem resultar em censura indevida.

A empresa posteriormente esclareceu as mudanças em uma série de tweets - acrescentando que imagens e vídeos mostrando eventos públicos, incluindo protestos em massa e eventos esportivos, em grande parte não violariam a política.

A mudança do Twitter ocorre em um momento em que as empresas de mídia social enfrentam um escrutínio cada vez maior sobre como estão protegendo os usuários. Em setembro, o Instagram anunciou que estava freando os planos de desenvolver uma versão de seu produto voltada para crianças menores de 13 anos, após revelações de que a plataforma de mídia social tem um impacto potencialmente prejudicial para as crianças.

Da mesma forma, a Meta, a empresa-mãe do Facebook e do Instagram, disse em novembro que tinha planos de restringir a segmentação dos anunciantes por usuários com base em certas categorias sensíveis.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos