Mercado abrirá em 9 h 48 min
  • BOVESPA

    112.611,65
    +1.322,47 (+1,19%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.466,02
    -571,03 (-1,12%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,00
    +0,39 (+0,45%)
     
  • OURO

    1.797,60
    +4,50 (+0,25%)
     
  • BTC-USD

    36.748,54
    +848,36 (+2,36%)
     
  • CMC Crypto 200

    829,85
    +10,34 (+1,26%)
     
  • S&P500

    4.326,51
    -23,42 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.160,78
    -7,31 (-0,02%)
     
  • FTSE

    7.554,31
    +84,53 (+1,13%)
     
  • HANG SENG

    23.661,46
    -145,54 (-0,61%)
     
  • NIKKEI

    26.650,79
    +480,49 (+1,84%)
     
  • NASDAQ

    14.097,00
    +110,25 (+0,79%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0272
    +0,0032 (+0,05%)
     

Twitter Espaços permite gravar e reproduzir áudios no iOS, Android e PC

·3 min de leitura

O Twitter começou a liberar a reprodução de salas de áudio gravadas do Espaços para usuários no iOS, Android e web. A ideia é possibilitar que as pessoas possam escutar as conversas em outro momento, caso não tenham conseguido acompanhar ao vivo ou estejam em um fuso horário diferente, por exemplo.

A rede social do passarinho também começou a oferecer a alguns anfitriões selecionados a capacidade de gravar as conversas no app para iOS e Android. Até então, somente poucos usuários do sistema da Apple podiam ouvir e salvar o conteúdo de voz.

Os organizadores do Espaços deve começar o registro da conversa na opção "Gravar Espaço", localizada nas configurações da sala. Quando o recurso estiver habilitado, um ícone de REC (a bolinha vermelha) aparecerá para todos verem, inclusive os ouvintes, que o áudio será armazenado ao término. Os participantes das conversas na plateia não serão exibidos ou mencionados, exceto se participarem das conversas, portanto não é preciso se preocupar quanto à privacidade.

Gravação automática do Espaços

Concluída a gravação, o anfitrião pode conferir dados informativos como a quantidade de pessoas que ouviu as conversas ou tuitar no seu feed o link para quem desejar escutar a gravação. Dá para programar também qual o horário de início da sala, assim é possível cortar trechos iniciais onde ocorrem testes, ajustes de microfone ou conversas fora do assunto.

Não é preciso fazer nada para ter acesso ao conteúdo: os Espaços com a opção de gravação habilitada já serão automaticamente salvos para reprodução futura. Vale lembrar que o áudio gerado será público e pode ser acessado por qualquer pessoa com o link — a única maneira de manter a conversa privadas é exclui-la após o término.

O áudio da sala gravado será disponibilizado para quem quiser ouvir depois (Imagem: Reprodução/Twitter)
O áudio da sala gravado será disponibilizado para quem quiser ouvir depois (Imagem: Reprodução/Twitter)

O Twitter explica que manterá as gravações na plataforma entre 30 e 120 dias e fará uma verificação para checar se não há violações das regras de conteúdo. Caso seja encontrado algum problema, o usuário pode ser penalizado e até perder o acesso ao recurso.

Investimento nas conversas por áudio

A adição do Twitter Spaces chega cerca de dois meses após o Clubhouse também liberar as gravações de bate-papos por áudio, com a possibilidade de reprodução em outros momentos e compartilhamento. Essa é mais uma tentativa da rede de Jack Dorsey superar os rivais na luta por um público interessado no formato de voz apenas.

Em setembro, a mídia social começou a permitir aos organizadores a inclusão de até três tópicos para orientar as conversas nos Espaços, como músicas, jogos e entretenimento. Essa adição também facilitou parar os amantes do formato descobrirem novos criadores de conteúdo somente com base nas temáticas.

No intuito de monetizar o serviço, a rede ainda lançou o chamado Ingressos Pagos (Ticketed Spaces) para possibilitar a cobrança de entrada para palestras, cursos, podcasts ou outros formatos. Há, também, um programa de incentivo à produção de conteúdos nos Espaços, que fornece dinheiro e apoio para que perfis populares desenvolvam programas ou quadros semanais no intuito de promover a plataforma de áudio.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos