Mercado fechado
  • BOVESPA

    105.069,69
    +603,45 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.597,29
    -330,09 (-0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,22
    -0,28 (-0,42%)
     
  • OURO

    1.782,10
    +21,40 (+1,22%)
     
  • BTC-USD

    48.450,61
    +198,36 (+0,41%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.367,14
    -74,62 (-5,18%)
     
  • S&P500

    4.538,43
    -38,67 (-0,84%)
     
  • DOW JONES

    34.580,08
    -59,71 (-0,17%)
     
  • FTSE

    7.122,32
    -6,89 (-0,10%)
     
  • HANG SENG

    23.766,69
    -22,24 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    28.029,57
    +276,20 (+1,00%)
     
  • NASDAQ

    15.687,50
    -301,00 (-1,88%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3953
    +0,0151 (+0,24%)
     

Twitter Espaços agora permite gravação das salas de áudio, mas com limitação

·2 min de leitura

O Twitter deve apresentar em breve um recurso oficial para gravação dos bate-papos por áudio ao vivo nas salas do Espaços. A novidade vai possibilitar que o usuário armazene o áudio e reproduza-o em outro momento oportuno, mas sem poder extrair o arquivo. A plataforma já havia anunciado uma função para extrair o áudio das conversas na plataforma desde julho, mas era uma solução temporária — leia-se "gambiarra" — até que o método oficial chegasse.

Por enquanto, a gravação será disponibilizada para um número limitado de anfitriões do Espaços no app para iOS e exibido para os ouvintes em todas as plataformas. A rede social do passarinho dará preferência para aqueles que já usam o serviço desde o beta original, e somente depois entregará para o restante do público nas semanas seguintes.

Use o botão deslizante para ativar a gravação do Espaço (Imagem: Reprodução/Twitter)
Use o botão deslizante para ativar a gravação do Espaço (Imagem: Reprodução/Twitter)

Os anfitriões do Espaços deverão criar a sala, dar um título e selecionar até três tags para descrever do que se trata o debate, como já ocorre, mas com a opção de ativar a configuração "Gravar Espaço" logo antes do botão de iniciar a sessão de áudio. Não há como iniciar a gravação após a conversa ter começado, portanto é preciso se atentar neste momento inicial.

Assim que a sala for fechada, um pop-up surgirá com o pedido de confirmação do fim da gravação. O arquivo de áudio poderá ser compartilhado apenas na plataforma do Twitter para que os seguidores escutem ou retuitem quando quiserem. Ainda não existe uma opção oficial de exportar o áudio para outros formatos, o que possibilitaria levar a conversa para outras mídias — isso existe somente ao solicitar o download dos dados do perfil.

Briga pelo chat de áudio

O recurso chega um pouco atrasado ao Twitter Espaços, quando os concorrentes já disponibilizam essa opção. O Facebook Live Audio Rooms já tem isso desde o lançamento, enquanto o precursor Clubhouse introduziu isso há mais de um mês.

Por outro lado, o Spaces é uma das ferramentas mais avançadas do segmento: na quinta-feira passada (21), autorizou que qualquer pessoa possa criar salas — antes isso era restrito para quem tinha mais de 600 seguidores. O serviço aposta na monetização como forma de cair no gosto popular e deve trazer os ingressos pagos para salas restritas.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos