Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.923,93
    +998,33 (+0,90%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.234,37
    -223,18 (-0,43%)
     
  • PETROLEO CRU

    80,34
    -0,88 (-1,08%)
     
  • OURO

    1.797,30
    -3,80 (-0,21%)
     
  • BTC-USD

    17.029,20
    +85,57 (+0,51%)
     
  • CMC Crypto 200

    404,33
    +2,91 (+0,72%)
     
  • S&P500

    4.071,70
    -4,87 (-0,12%)
     
  • DOW JONES

    34.429,88
    +34,87 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.556,23
    -2,26 (-0,03%)
     
  • HANG SENG

    18.675,35
    -61,09 (-0,33%)
     
  • NIKKEI

    27.777,90
    -448,18 (-1,59%)
     
  • NASDAQ

    11.979,00
    -83,75 (-0,69%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4940
    +0,0286 (+0,52%)
     

Twitter: confira quais personalidades recuperaram a conta sob Musk

Twitter: Sob Musk, o ex-presidente americano Donald Trump e outros tiveram suas contas restauradas (Stanislav Kogiku/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)
Twitter: Sob Musk, o ex-presidente americano Donald Trump e outros tiveram suas contas restauradas (Stanislav Kogiku/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)
  • Retornos são marcados por personalidades da extrema direita americana;

  • Donald Trump afirmou que não voltará ao Twitter, preferindo ficar na sua própria rede Truth Social;

  • Elon Musk se considera um "absolutista da liberdade de expressão".

Desde que anunciou a compra do Twitter, em março, Elon Musk vem defendendo os princípios de "liberdade de expressão", chegando inclusive a dizer que a moderação de discurso da rede social "prejudica a democracia". O bilionário, que já se referiu a si mesmo como um "absolutista da liberdade de expressão", está agora deixando sua posição clara, trazendo de volta contas famosas que haviam sido banidas da plataforma.

Donald Trump

Talvez a mais famosa a voltar à ativa na rede social é a do ex-presidente americano Donald Trump. O milionário havia sido banido permanentemente do Twitter em janeiro de 2021 por incitar a violência durante a revolta no Capitólio americano.

Na última sexta-feira Elon Musk fez uma enquete no Twitter se deveria ou não permitir o retorno de Trump ao Twitter com as opções "sim" e "não". Após uma vitória de 51% do "sim", no dia seguinte o bilionário restaurou a conta do ex-presidente.

Trump, que já havia criado uma rede social alternativa, dedicada ao público conservador, a Truth Social, afirmou em abril que não voltaria ao Twitter. "Espero que Elon compre o Twitter porque ele fará melhorias e ele é um bom homem, mas vou permanecer na Truth", disse.

Kanye West

O rapper e produtor musical americano Kanye West é outra grande personalidade que havia sido banida do Twitter, após uma série de comentários antissemitas realizados na plataforma em outubro. West, que agora atende pelo nome de Ye, nunca era muito ativo na plataforma desde 2020, e retomou sua presença apenas após ser banido do Instagram.

O fim da suspensão de Ye não foi anunciada publicamente, assim como a de Trump, e foi descoberta após o rapper tuitar "Testando Testando Vendo se minha conta no Twitter está desbloqueada".

Jordan Peterson

O psicólogo e professor universitário canadense Jordan Peterson foi suspenso do Twitter após violar a política de conduta do site em junho, quando se referiu ao ator transgênero Elliot Page pelo seu antigo nome. Após sua suspensão, Peterson filmou um vídeo de quase 15 minutos afirmando que preferia morrer do que deletar o tuíte odioso.

Em 18 de novembro Musk afirmou que Peterson teria sua conta restaurada, ao que o professor parece ter aproveitado bastante uma vez que realizou uma série de tuítes.

Andrew Tate

O influenciador Andrew Tate foi banido do Twitter em 2017, após violar os termos de serviço da rede social ao afirmar que as mulheres deveriam "ter responsabilidade" por sofrerem assédios e agressões sexuais.

Tate é uma figura proeminente em espaços antifeministas e frequentemente faz comentários misóginos e violentos sobre mulheres. Sua conta voltou a ativa em 18 de novembro, assim como a de Peterson.