Mercado abrirá em 4 h 46 min
  • BOVESPA

    111.923,93
    +997,93 (+0,90%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.234,37
    -223,23 (-0,43%)
     
  • PETROLEO CRU

    80,40
    +0,42 (+0,53%)
     
  • OURO

    1.814,20
    +4,60 (+0,25%)
     
  • BTC-USD

    17.306,14
    +297,34 (+1,75%)
     
  • CMC Crypto 200

    409,91
    +8,49 (+2,11%)
     
  • S&P500

    4.071,70
    -4,87 (-0,12%)
     
  • DOW JONES

    34.429,88
    +34,88 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.556,23
    -2,26 (-0,03%)
     
  • HANG SENG

    19.478,64
    +803,29 (+4,30%)
     
  • NIKKEI

    27.820,40
    +42,50 (+0,15%)
     
  • NASDAQ

    11.990,00
    -20,25 (-0,17%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5067
    +0,0127 (+0,23%)
     

Twitter bloqueia anúncios com negacionismo climáticos

In this photo illustration a Twitter logo seen displayed on a smartphone screen in Athens, Greece on April 16, 2022. (Photo by Nikolas Kokovlis/NurPhoto via Getty Images)
Twitter proíbe anúncios com negacionismo climático (Photo by Nikolas Kokovlis/NurPhoto via Getty Images)
  • Em nota, a empresa disse que os anúncios não devem prejudicar conversas importantes

  • Anúncio aconteceu após União Europeia firmar um novo acordo para empresas examinarem seus sites

  • O acordo é apoiado pela ONU

O Twitter anunciou que não vai permitir que anunciantes estejam contrários ao consenso científico sobre as mudanças climáticas. As informações foram divulgadas após a União Europeia firmar um novo acordo exigindo que as grandes empresas de tecnologia examinassem seus próprios sites mais detalhadamente, em busca de “discurso de ódio, desinformação e outros conteúdos nocivos”, segundo a Associated Press.

Em comunicado oficial, a empresa disse que “Os anúncios não devem prejudicar conversas importantes sobre a crise climática”.

Apoiado pela ONU, os relatórios do painel científico sobre ondas e efeitos das mudanças climáticas fornecem a base negociações internacionais para conter os efeitos adversos da ação dos humanos no meio ambiente.

Twitter pode aceitar oferta de Musk ainda nesta segunda-feira

O Twitter está bem próximo de aceitar a proposta do bilionário Elon Musk, dono da Tesla e SpaceX de US$ 54,20 por ação, segundo fontes de Reuters e Bloomberg. O negócio de US$ 43 bilhões (R$ 208 bi) recebeu o aval da diretoria do Twitter, que deve recomendar a transação aos acionistas ainda nesta segunda-feira, 25.

A possibilidade de a compra não ser efetivada ainda pode acontecer, segundo uma fonte envolvida com o negócio.

O Twitter não conseguiu acionar a cláusula que abriria a possibilidade de outros potenciais compradores entrarem na disputa pelo comando da rede social.

A notícia fez com que as ações do Twitter crescessem 5% no pré-mercado americano. A oferta de Musk considera um "prêmio" de 9,14% em relação ao preço do fechamento de sexta-feira, 22.

Musk diz ter conseguido crédito para comprar Twitter

Em documento enviado à SEC, o bilionário Elon Musk disse que conseguiu um acordo para levantar US$ 46,5 bilhões e conseguir comprar o Twitter. Ele já tem em mãos cartas de compromisso para que consiga financiar do negócio.

Segundo informações divulgadas pelos sites da CNN e o The Verge, são duas cartas do Morgan Stanley e de uma instituição financeira cujo nome ele não revelou, somando US$ 25,5 bilhões. O empresário informou ainda ter se comprometido em outra carta a desembolsar os US$ 21 bilhões restantes.