Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.750,22
    +1.458,62 (+1,30%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    43.646,03
    -288,18 (-0,66%)
     
  • PETROLEO CRU

    46,09
    +0,45 (+0,99%)
     
  • OURO

    1.842,00
    +0,90 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    19.106,51
    +58,22 (+0,31%)
     
  • CMC Crypto 200

    365,19
    -14,05 (-3,71%)
     
  • S&P500

    3.699,12
    +32,40 (+0,88%)
     
  • DOW JONES

    30.218,26
    +248,74 (+0,83%)
     
  • FTSE

    6.550,23
    +59,96 (+0,92%)
     
  • HANG SENG

    26.835,92
    +107,42 (+0,40%)
     
  • NIKKEI

    26.751,24
    -58,13 (-0,22%)
     
  • NASDAQ

    12.509,25
    +47,00 (+0,38%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2497
    +0,0137 (+0,22%)
     

Turismo espacial: Virgin Galactic adia novamente teste de voo tripulado

Danielle Cassita
·2 minuto de leitura

Em setembro, a Virgin Galactic, empresa de turismo espacial, havia anunciado planos para realizar testes de voo tripulado com o veículo SpaceShipTwo em outubro. Os testes acabaram sendo adiados para novembro, e agora parece que a empresa terá que esperar mais um pouco para realizá-los: segundo um comunicado no site da Virgin Galactic, os testes terão que ser remarcados em função da pandemia do novo coronavírus.

Na publicação, a empresa explica que está seguindo as orientações do Departamento de Saúde do Novo México para conter o avanço da COVID-19, que incluem a suspensão de serviços não essenciais. Assim, as operações serão reduzidas ao menor grau possível nas instalações da região, de modo que será preciso reagendar o voo. Michael Colglazie, CEO da Virgin Galactic, declara na publicação que a decisão foi tomada com a saúde e segurança da equipe em mente, e que a empresa “estará preparada para retomar os procedimentos e anunciar uma nova janela de voo assim que for possível”.

Representação do interior da cabine que levará os turistas (Imagem: Reprodução/Virgin Galatic)
Representação do interior da cabine que levará os turistas (Imagem: Reprodução/Virgin Galatic)

A empresa já declarou que continua sofrendo atrasos nos negócios e operações em função da pandemia, e ressalta que isso deve continuar pelo menos até o ano que vem. Assim, embora siga os protocolos de segurança, a Virgin Galactic não poderá garantir que seus funcionários não fiquem doentes e, portanto, seria difícil manter o cronograma. Entretanto, esse imprevisto também representa uma preocupação nos planos da empresa para a realização de voos comerciais, porque esse seria o primeiro de dois testes de voos que seriam feitos para que o fundador Richard Branson voe no início de 2021 e, assim, abra o caminho para viagens com os serviços de turismo espacial prestados pela empresa. Agora, esse cronograma fica incerto.

Esse não é a primeira consequência que a pandemia causa para a empresa. Os primeiros voos turísticos foram adiados para o início do ano que vem também em função da pandemia, e a iniciativa One Small Step, que permite que os clientes depositem U$ 1.000 para terem prioridade na hora de comprar ingressos para voos especiais turísticos, precisou ser suspensa, mas deverá ser retomada em 2021. A Virgin Galactic tem planos para dois testes de voo: o primeiro vai contar com apenas dois pilotos de testes a bordo e cargas úteis para pesquisas da NASA. Se tudo correr bem, um segundo teste será feito com quatro especialistas em missões no interior da cabine.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: