Mercado fechará em 1 h 17 min
  • BOVESPA

    121.627,45
    -173,76 (-0,14%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.169,85
    -25,58 (-0,05%)
     
  • PETROLEO CRU

    69,00
    +0,85 (+1,25%)
     
  • OURO

    1.806,60
    -7,90 (-0,44%)
     
  • BTC-USD

    40.891,86
    +1.288,50 (+3,25%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.004,86
    +28,97 (+2,97%)
     
  • S&P500

    4.421,02
    +18,36 (+0,42%)
     
  • DOW JONES

    34.990,24
    +197,57 (+0,57%)
     
  • FTSE

    7.120,43
    -3,43 (-0,05%)
     
  • HANG SENG

    26.204,69
    -221,86 (-0,84%)
     
  • NIKKEI

    27.728,12
    +144,04 (+0,52%)
     
  • NASDAQ

    15.152,25
    +78,75 (+0,52%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1839
    +0,0656 (+1,07%)
     

Turismo cresce 47,5% em maio, mas ainda enfrenta dificuldades

·1 minuto de leitura
Medical Mask, Suitcase with Sun Hat, Camera, Passport, Airplane Ticket, Sunglasses and Airplane on Yellow Background
O setor de transporte áereo é o mais afetado e teve uma perda de 50,5% do faturamento na comparação com 2019 (Getty Images)
  • Turismo cresceu 47,5% em maio, na comparação com o mesmo mês em 2020

  • No acumulado do ano, no entanto, o setor tem enfrenta um recuo de 9,8%

  • Perdas chegam a R$ 5,1 bilhões em 2021

Pesquisa da FecomercioSP (Federação o Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo) mostra que o faturamento do setor de turismo no Brasil chegou a R$ 9,6 bilhões em maio, uma alta de 47,5% em comparação com o mesmo mês no ano passado. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

Leia também:

Entretanto, em relação a maio de 2019, no período pré-pandemia da covid-19, houve uma retração de 31,2%, o que corresponde a uma perda de R$ 4,3 bilhões. Além disso, no ano, a área apresenta recuo de 9,8%, perdendo R$ 5,1 bilhões.

Perdas e ganhos

O setor de transporte áereo teve uma perda de 50,5% do faturamento em comparação com o valor arrecadado em maio de 2019, devido a uma diminuição de 43% no número de pessoas usando o serviço. Assim, esse é o ramo mais afetado do turismo, segundo a FecomercioSP.

Em contrapartida, setor com de transporte aquaviário teve alta de 20% no faturamento no período, sendo o único a superar o nível registrado antes de a pandemia começar.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos