Mercado abrirá em 8 h 49 min
  • BOVESPA

    121.632,92
    -168,08 (-0,14%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.134,93
    -60,47 (-0,12%)
     
  • PETROLEO CRU

    69,19
    +0,10 (+0,14%)
     
  • OURO

    1.803,30
    -5,60 (-0,31%)
     
  • BTC-USD

    40.272,86
    +772,13 (+1,95%)
     
  • CMC Crypto 200

    992,56
    +16,66 (+1,71%)
     
  • S&P500

    4.429,10
    +26,44 (+0,60%)
     
  • DOW JONES

    35.064,25
    +271,55 (+0,78%)
     
  • FTSE

    7.120,43
    -3,43 (-0,05%)
     
  • HANG SENG

    26.180,91
    -23,78 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    27.812,61
    +84,51 (+0,30%)
     
  • NASDAQ

    15.168,25
    +0,50 (+0,00%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2057
    -0,0025 (-0,04%)
     

Tupy revisa acordo com Stellantis envolvendo aquisição de operações da Teksid

·1 minuto de leitura

(Reuters) - A Tupy comunicou nesta quinta-feira a revisão no contrato envolvendo a aquisição do negócio global de componentes estruturais em ferro da Teksid, subsidiária da Stellantis, com o acordo agora prevendo apenas a aquisição das operações brasileira e portuguesa.

O preço de aquisição (enterprise value) ajustado pela participação da Teksid nas subsidiárias Teksid Iron do Brasil e Fundição Portuguesa é de 67,5 milhões de euros.

"Com base na revisão e comentários das autoridades antitruste dos Estados Unidos, Tupy e Stellantis acordaram em revisar a transação", afirmou a Tupy em fato relevante à Comissão de Valores Mobiliários.

"Neste novo perímetro, a companhia optou por adquirir os ativos com maior alinhamento estratégico, e decidiu não dar seguimento à aquisição das plantas do México, China, Polônia e das estruturas administrativas localizadas na Itália e Estados Unidos", acrescentou.

A Tupy informou que manterá a aliança estratégica de fornecimento global com a Stellantis, observados os compromissos já assumidos com a autoridade antitruste brasileira.

Anunciado em 2019, o negócio englobando todas as operações previa pagamento ao grupo automotiva de 210 milhões de euros. Na época, a Teksid era uma unidade do grupo Fiat Chrysler, que se fundiu com a PSA, dando origem à Stellantis.

Para mais detalhes, clique aqui:

(Por Paula Arend Laier)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos