Mercado fechado

Tupi e Guarani: brasileiros dão nome a estrela e planeta a 110 anos-luz

Patrícia Gnipper

Saiu o resultado da campanha NameExoWorlds (ou NomeieExoMundos, traduzindo livremente), que pediu a colaboração de diversos países para que escolhessem o nome de exoplanetas recentemente descobertos ao redor de estrelas também ainda sem nomes amigáveis definidos oficialmente — e o Brasil escolheu Tupi para ser o nome da estrela HD 23079, enquanto seu exoplaneta HD 23079 b agora é chamado de Guarani.

A campanha promovida pela União Astronômica Internacional (IAU), responsável por classificar e determinar nomes oficiais de objetos espaciais, contou com 110 países, que receberam a estrela e o planeta que deveriam nomear. 780 pessoas foram envolvidas no processo para a escolha dos nomes ao redor do mundo.

Conceito do planeta agora chamado de Guarani na órbita da estrela Tupi (Imagem: IAU)

A estrela Tupi e seu planeta Guarani ficam a 110 anos-luz de distância da Terra, na constelação do Retículo, no hemisfério sul, mas não é visível a olho nu. O planeta que orbita tal estrela só foi descoberto em 2001, quando foram notados indícios de que a estrela seria hospedeira de um possível sistema planetário. Ele tem entre 2 e 3 vezes a massa de Júpiter e uma órbita ao redor da Tupi leva 731 dias para ser completada.

Guarani fica, curiosamente, na área chamada de zona habitável de sua estrela — aquela região em que, na teoria, as temperaturas médias são amenas o suficiente para permitir a existência de água no estado líquido. Mas como o planeta possivelmente é um gigante gasoso, ele não é um objeto de interesse quando o assunto é a busca por vida alienígena. Contudo, não se pode descartar a possibilidade de ele possuir luas rochosas ao seu redor — essas sim, se existirem, têm chances de hospedar algum tipo de vida que ainda desconhecemos.

No futuro, se novos planetas forem descobertos ao redor da estrela Tupi, a comissão brasileira que escolheu os nomes como parte da campanha da IAU poderá nomeá-los também, seguindo a ideia de homenagear a cultura indígena nacional, incluindo nomes de tribos e etnias.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: