Tudo pronto para as eleições na Grécia

Cerca de 10 milhões de gregos podem votar nas eleições deste domingo para escolher um novo governo. Pela primeira vez, a idade de voto será reduzida para os 17 anos.

O primeiro-ministro conservador Kyriakos Mitsotakis procura um segundo mandato, **mas perdeu uma grande vantagem de dois dígitos nas sondagens,**após o desastre ferroviário de fevereiro que matou 57 pessoas.

Os partidos da oposição utilizaram a catástrofe como um sintoma de um governo destruído e de um Estado disfuncional.

As sondagens indicam que as eleições não terão um vencedor absoluto e algumas delas apontam para um empate técnico. Se este cenário se confirmar, será quase impossível a tarefa do vencedor em formar um executivo, ao abrigo de um sistema de representação proporcional recentemente introduzido, que foi entretanto revogado.

Poderá ser necessário realizar uma segunda eleição no início de julho, altura em que o sistema voltará a favorecer o partido vencedor com um bónus de lugares no parlamento. Em vez dos 46% necessários para a maioria absoluta este domingo, serão necessários apenas 37% nas eleições seguintes.