Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,63 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,59 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,96
    -0,65 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.753,90
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    47.380,79
    -927,02 (-1,92%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,61%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,42 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,96 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,75 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.282,75
    -226,75 (-1,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1994
    +0,0146 (+0,24%)
     

Tubarão fêmea engravida sozinha e dá à luz em tanque sem machos

·2 minuto de leitura

É um fato que a natureza é deveras surpreendente, mas às vezes, vai longe demais em seus mistérios. E na Sardenha, uma ilha na Itália, um tubarão fêmea deixou todos de queixo caído. Isso porque o animal simplesmente engravidou e deu à luz, sendo que há anos não havia nenhum macho no tanque.

Embora raro, esse fenômeno tem nome: partenogênese. E já foi observado em mais de 80 espécies de vertebrados, incluindo tubarões, peixes e répteis, mas essa foi a primeira ocorrência documentada em um tubarão da espécie Mustelus (smoothhound, em inglês).

A partenogênese pode ocorrer com pouca frequência, mas acontece em cerca de 15 espécies de tubarões e arraias são conhecidas por fazer isso. Na natureza, a partenogênese pode ser um último recurso para as fêmeas que não conseguem encontrar um parceiro, seja porque foram separadas ou por causa dos impactos humanos, como mudanças climáticas e pesca excessiva, ou pressões de seleção natural, como predadores e doenças, enfim, consequências que acabam eliminando todos os machos.

Alguns tubarões foram observados dando à luz repetidamente por partenogênese ao longo de um período de anos, e outros podem alternar entre partenogênese e reprodução sexual quando apresentados a um parceiro.

(Imagem: Colton Jones/Unsplash)
(Imagem: Colton Jones/Unsplash)

Tipos de partenogênese

Segundo os especialistas, existem dois tipos de partenogênese: apomixia, uma forma de clonagem comum entre as plantas, e automixis, uma forma de autofecundação que mais se assemelha à reprodução sexual. Em vez de se combinar com um espermatozoide para formar um embrião, o óvulo se combina com outra célula produzida ao mesmo tempo que é produzido e tem o DNA complementar. Nesse cenário, a célula atua como um pseudo-espermatozoide com uma única fita de DNA para fecundar o óvulo.

Como resultado, a prole nasce com 100% do DNA de sua mãe, mas não são clones exatos. Uma curiosidade é que, como a partenogênese em tubarões ocorre apenas em fêmeas e as fêmeas não podem transmitir um cromossomo Y, isso também significa que os descendentes resultantes são sempre fêmeas.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos