Mercado fechado
  • BOVESPA

    100.774,57
    -1.140,88 (-1,12%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.007,16
    +308,44 (+0,62%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,54
    -0,64 (-0,97%)
     
  • OURO

    1.784,70
    +8,20 (+0,46%)
     
  • BTC-USD

    56.680,93
    -436,29 (-0,76%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.444,66
    -24,42 (-1,66%)
     
  • S&P500

    4.513,04
    -53,96 (-1,18%)
     
  • DOW JONES

    34.022,04
    -461,68 (-1,34%)
     
  • FTSE

    7.168,68
    +109,23 (+1,55%)
     
  • HANG SENG

    23.658,92
    +183,66 (+0,78%)
     
  • NIKKEI

    27.935,62
    +113,86 (+0,41%)
     
  • NASDAQ

    15.864,75
    -285,75 (-1,77%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4470
    +0,0770 (+1,21%)
     

TSE retoma julgamento de ações que pedem cassação da chapa Bolsonaro-Mourão

·1 min de leitura
Plenário do Tribunal Superior Eleitoral

Por Ricardo Brito

BRASÍLIA (Reuters) - O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) retomou nesta quinta-feira o julgamento de duas ações contra a chapa formada pelo presidente Jair Bolsonaro e o vice Hamilton Mourão na eleição de 2018 por suposto disparo massivo de mensagens em redes sociais e suposto uso fraudulento de documentos de idosos para essas iniciativas.

Até o momento, há três votos contrários às ações. Faltam quatro ministros votar e, se um deles também votar pela improcedência, já se formará uma maioria pelo arquivamento dos processos.

Na sessão de terça-feira, o relator do caso, o corregedor-geral eleitoral, Luís Felipe Salomão, e os ministros Mauro Campbell e Sérgio Banhos votaram pela rejeição das ações movidas pela chapa derrotada no segundo turno do pleito de 2018, encabeçada pelo PT que tinha Fernando Haddad como candidato a presidente e Manuela D'Ávila (PCdoB) como postulante a vice.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos