Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,91 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,62 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,96
    -0,65 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.753,90
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    47.127,50
    -409,36 (-0,86%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,62%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,44 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.530,00
    +12,25 (+0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1994
    +0,0146 (+0,24%)
     

TSE convida partidos políticos para examinar código-fonte de sistema eleitoral

·2 minuto de leitura

Partidos políticos interessados em inspecionar o código-fonte dos sistemas eleitorais que serão utilizados nas eleições 2022 poderão participar do encontro a ser promovido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em 4 de outubro. É necessário que o partido tenha representação no Congresso Nacional.

Essa prática é comum: o TSE realiza essa apresentação, em geral, seis meses antes da eleição — desta vez, optou por fazê-la um ano antes do próximo pleito, marcado para 2 de outubro de 2022. Desde 2014, no entanto, nenhum partido enviou representantes às reuniões.

Segundo Luís Roberto Barroso Barroso, presidente do TSE, além dos partidos políticos com representação no Congresso Nacional, participarão do encontro integrantes da Comissão de Transparência das Eleições. O grupo acaba de ser criado e seus integrantes serão confirmados na semana que vem.

Imagem: Reprodução/Fotos Publicas/Nelson Jr.
Imagem: Reprodução/Fotos Publicas/Nelson Jr.

Durante o encontro, a secretaria de tecnologia da informação do TSE fará uma apresentação técnica para esclarecer todos os passos do sistema eleitoral. Além disso, os técnicos dos partidos poderão visitar a sala em que ficam os computadores do TSE, que estarão à disposição para inspeção.

Essa iniciativa não é aberta à comunidade em geral. Para dar mais transparência ao processo, entretanto, representantes técnicos de partidos políticos, Ministério Público, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e Polícia Federal, entre outras instituições, podem acompanhar o desenvolvimento dos sistemas eleitorais. Além de ter acesso ao código-fonte, podem verificar todo o conjunto de software da urna eletrônica.

Próximas etapas

Depois desse exame, o programa é atualizado com o nome dos candidatos, assinado digitalmente, lacrado e enviado aos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) para ser inserido nas urnas eletrônicas. Esse processo pode ser acompanhado por partidos políticos e representantes da sociedade civil.

A ação faz parte de medidas para ampliar a transparência e a auditoria da eleição de 2022. O objetivo é divulgar o tratamento dado ao tema no país, especialmente após os ataques à tecnologia.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos