Mercado fechado

Trump projeta recuperação mais rápida dos EUA após dados sobre emprego

Valor

Segundo presidente, queda do desemprego é uma prova de que seu governo “fez tudo certo” desde o início da pandemia O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta sexta-feira (5) que a economia americana vai se recuperar mais rapidamente do que o esperado após os dados sobre o mercado de trabalho divulgados hoje.

Relatório publicado pelo Departamento de Trabalho mostrou que os EUA criaram 2,5 milhões de vagas de empregos em maio, surpreendendo o mercado, que esperava que 8,3 milhões de postos fossem fechados por causa da pandemia.

“Tudo o que vimos na manhã de hoje foi inesperado”, reconheceu Trump em entrevista coletiva concedida na Casa Branca, apesar de afirmar que a queda do desemprego é uma prova de que seu governo “fez tudo certo” desde o início da crise provocada pelo avanço do novo coronavírus.

Alex Brandon/AP

Trump também afirmou que os confinamentos salvaram milhões de vidas durante a pandemia, mas voltou a pedir que a economia seja reaberta o mais rapidamente possível.

Segundo o presidente americano, a queda no desemprego foi puxada por Estados que já avançaram mais na flexibilização das quarentenas e pediu que os governadores que ainda mantêm medidas restritivas sigam o exemplo de outros Estados, como a Flórida, mais “enérgica” nos planos de reabertura.

Além disso, o presidente americano projetou que a economia do país terá uma grande recuperação em 2021, mas só se “as pessoas erradas” não chegarem à Casa Branca, sem citar diretamente o ex-vice-presidente Joe Biden, seu provável adversário nas eleições de novembro.

Para Trump, as “políticas de esquerda”, como o New Green Deal e aumento de impostos, podem “matar" a economia americana durante o momento de recuperação.

O presidente americano também sugeriu que a melhor estratégia para os próximos meses é focar os recursos na proteção dos grupos de risco, como idosos, para permitir que os demais americanos voltem ao trabalho e as escolas sejam reabertas.

Menos impostos

Trump disse também que deseja a aprovação de mais pacotes de estímulos à economia para acelerar a recuperação do país no pós-pandemia de covid-19. Na entrevista coletiva, ele pediu que o Congresso aprove uma redução de impostos sobre a folha de pagamento das empresas, um desejo expressado por ele desde o início da crise.

O mandatário dos EUA sugeriu ainda que seus assessores trabalharão em propostas para dar incentivos a restaurantes e à indústria do entretenimento, dois dos setores mais afetados pelos confinamentos adotados para combater a covid-19.

Durante a entrevista, ele assinou um projeto que afrouxa as regras do Paycheck Protection Program (PPP), um programa de empréstimos a pequenas empresas que foi aprovado com amplo apoio bipartidário no Congresso.

O presidente americano e o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, elogiaram os democratas pela cooperação, em um sinal de que buscarão apoio para a aprovação de novos pacotes de incentivo à economia.

Já Larry Kudlow, principal assessor econômico da Casa Branca, afirmou que o governo espera uma sequência da queda do desemprego em junho, quando os Estados estarão ainda mais avançados nos planos de reabertura econômica. Kudlow disse esperar uma forte recuperação da economia americana no terceiro e quarto trimestres deste ano e projetou uma alta de 20% do PIB no período.