Mercado abrirá em 4 horas 1 minuto
  • BOVESPA

    95.368,76
    -4.236,78 (-4,25%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    37.393,71
    -607,60 (-1,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    37,25
    -0,14 (-0,37%)
     
  • OURO

    1.881,80
    +2,60 (+0,14%)
     
  • BTC-USD

    13.137,40
    -104,56 (-0,79%)
     
  • CMC Crypto 200

    260,09
    -12,60 (-4,62%)
     
  • S&P500

    3.271,03
    -119,65 (-3,53%)
     
  • DOW JONES

    26.519,95
    -943,24 (-3,43%)
     
  • FTSE

    5.582,80
    -146,19 (-2,55%)
     
  • HANG SENG

    24.578,27
    -130,53 (-0,53%)
     
  • NIKKEI

    23.331,94
    -86,57 (-0,37%)
     
  • NASDAQ

    11.230,75
    +98,00 (+0,88%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7306
    -0,0038 (-0,06%)
     

Trump posta vídeo 'à la Vingadores' com música triunfal para volta à Casa Branca

João Conrado Kneipp
·3 minutos de leitura
US President Donald Trump salutes as he arrives at the White House upon his return from Walter Reed Medical Center, where he underwent treatment for Covid-19, in Washington, DC, on October 5, 2020. (Photo by NICHOLAS KAMM / AFP) (Photo by NICHOLAS KAMM/AFP via Getty Images)
Trump presta continência durante a decolagem do helicóptero U.S. Marine One, que o trouxe de volta à Casa Branca após 3 dias internado no Hospital Militar Walter Reed. (Foto: NICHOLAS KAMM/AFP via Getty Images)

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, postou um vídeo horas após retornar à Casa Branca, nesta segunda-feira (5). Ele deixou o Hospital Militar Walter Reed, próximo a Washington, onde estava internado desde sexta-feira (2) em tratamento da infecção por conta do novo coronavírus.

O vídeo reúne trechos de filmagens do presidente deixando o complexo médico, fazendo saudações aos apoiadores que o acompanhavam na frente do hospital e embarcando no helicóptero que o deixou na Casa Branca.

A entrada de Trump na residência oficial e o momento em que parou na varanda Truman para prestar continência e fazer sinal de “positivo” com as mãos também constam na peça. Tudo isso ao som de uma trilha sonora triunfal digna de filmes de super-heróis como “Os Vingadores”, dos Estúdios Marvel.

O caminho feito por Trump para o desembarque cinematográfico, de entrar pelo 2º andar da Casa Branca, na porta principal da residência, é incomum e não costuma ser realizado em deslocamentos ordinários ou fora de eventos e celebrações.

Leia também

O presidente também fez questão de retirar a máscara de proteção para que fosse fotografado com seu rosto descoberto. No hall de entrada, quatro bandeiras dos Estados Unidos ladeavam a portal principal e enquadraram Trump em sua cena de retorno. As bandeiras foram imediatamente retiradas após o U.S Marine One decolar para sua viagem de volta à base.

Em outro vídeo, Trump reforça que está sentido-se bem, que os Estados Unidos possuem médicos e medicamentos que auxiliam no combate à Covid-19.

“Eu acabei de deixar o Centro Médico de Walter Reed e é realmente algo muito especial a equipe médica, as enfermeiras, os primeiro-socorristas. Eu aprendi tanto sobre o coronavírus. E uma coisa é certeza: não deixe (a Covid) dominar você, não tenha medo dele. Você irá vencê-lo, nós temos os melhores equipamentos, nós temos os melhores medicamentos, todos desenvolvidos recentemente. Você irá vencê-lo. Eu não me sentia tão bem há dois dias, mas agora eu me sinto melhor. Eu disse recentemente, estou melhor do que há 20 anos. Não o deixe tomar o controle da sua vida”.

Trump também adota, no mesmo vídeo postado no Twitter, um discurso semelhante ao emplacado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no qual se diz um líder que comparece à “linha de frente” e que “sabia dos riscos” do coronavírus.

“Nós vamos voltar ao trabalho, vamos voltar ao front. Como líder, eu tinha que fazer isso. Sabia dos riscos, mas tinha que fazê-lo. Fiquei na linha de frente, liderei. Ninguém que é líder não faria o que eu fiz. Eu sabia que era arriscado, que era perigoso, mas ok. Agora estou melhor e, quem sabe, imune, eu não sei”, afirma.

Com restrições na campanha de reeleição à presidência dos EUA devido ao diagnóstico de Covid-19 na reta final antes das eleições, a aposta de Trump tem sido centrar fogo nas redes sociais.

Na manhã desta segunda, horas antes de anunciar que deixaria o hospital, o presidente fez 15 postagens - todas elas em menos de 1 hora e com caixa alta - voltadas a diferentes públicos-alvos de seu eleitorado e, literalmente, pediu votos.

Além disso, seus assessores afirmaram a jornalistas que ele gostaria de participar do próximo debate presidencial contra Joe Biden, marcado para 15 de outubro. Mas nada disso pode ser garantido sem a liberação dos médicos, já que ainda não se sabe até quando ele deverá permanecer em isolamento para não transmitir o coronavírus.

A porta-voz da Casa Branca, Kayleigh McEnany e dois de seus assessores informaram, nesta segunda-feira (5), também estar com Covid-19. Ao menos dez pessoas do governo ou do círculo de assessores próximos a Trump testaram positivo nos últimos dias.