Mercado fechará em 6 h 34 min

Trump isenta Brasil em aumento de tarifas sobre aço

Poliana Santos
Trump isenta Brasil em aumento de tarifas sobre aço

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, assinou na última sexta-feira (24) um documento sobre aumento de tarifas em produtos derivados de aço e alumínio. No entanto, o mandatário afirmou que alguns países estão isentos dos impostos, como o Brasil.

As tarifas sobre os produtos de aço serão elevadas em 25% e sobre o alumínio em 10%. Segundo Trump, o aumento tem como objetivo aumentar a produção do país norte-americano. Os impostos vão entrar em vigor no dia 8 de fevereiro deste ano.

Os países que estão isentos das tarifas adicionais de 25%:

  • Argentina
  • Austrália
  • Brasil
  • Canadá
  • México
  • Coreia do Sul

Por sua vez, o que estão isentos sobre produtos derivados de alumínio:

  • Argentina
  • Austrália
  • Canadá
  • México

"Os produtores estrangeiros desses artigos derivados aumentaram os envios desses artigos para os EUA, a fim de contornar os impostos sobre artigos de alumínio e artigos de aço",  salientou o presidente norte-americano.

Tarifas de aço e alumínio

O presidente Donald Trump anunciou, em março de 2018, que iria impor uma tarifa a mais de 25% sobre importações de aço e de 10% sobre as taxas de alumínio de vários países, incluindo o Brasil, que é o país que mais exporta aço para os EUA.

Veja Também: Bolsonaro diz que pode conversar com Trump sobre tarifas de aço

Na época, o mandatário disse que as indústrias desses derivativos dos EUA foram dizimadas por décadas de comércio injusto e políticas ruins de países ao redor do mundo. "Nós não podemos mais deixar que tirem proveito do nosso país, empresas e trabalhadores", escreveu Trump, há cerca de 1 ano e 9 meses.

A decisão tomada causou uma grande polêmica com os países envolvidos, incluindo o próprio Estados Unidos. Entretanto, Trump continuou afirmando que era uma boa ideia. "Sem aço, não há país", disse o presidente dos EUA.