Mercado fechado

Trump estenderá restrições à imigração para os EUA até o fim do ano

Donald Trump durante um evento de campanha em Tulsa, Oklahoma, em 20 de junho de 2020

O governo de Donald Trump estenderá as restrições para a imigração legal aos Estados Unidos até o fim de 2020, inclusive os vistos temporários usados pela indústria tecnológica, com o objetivo de combater o desemprego provocado pelo novo coronavírus, anunciou a Casa Branca nesta segunda-feira (22).

Segundo declarações de um alto funcionário à imprensa, a restrição liberará cerca de 525.000 empregos para os americanos. "O presidente Trump está focado em que os americanos voltem a trabalhar o mais cedo possível", disse o funcionário, que pediu para não ser identificado.

A desaceleração da economia provocada pelo confinamento aumentou a taxa de desemprego de 3,5% em fevereiro a 13,3% em maio.

Diante desta alta do desemprego, em 22 de abril Trump assinou um decreto para limitar por 60 dias a entrega de permissões de residência permanente.

O anúncio desta segunda estenderá essa limitação até 31 de dezembro e afetará, ainda, várias permissões temporárias, inclusive o visto H-1B para pessoas com talentos especiais, muito usado pela indústria tecnológica.

Os Estados Unidos são o país mais afetado no mundo pela pandemia, com cerca de 120.000 mortos e mais de 2,2 milhões de casos.