Mercado fechado

Trump diz não ter prazo final para acordo com China

Roberta Costa, Com Agências Internacionais

Talvez seja melhor esperar até depois das eleições presidenciais dos EUA em novembro de 2020, disse O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta terça-feira, em um evento da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) em Londres, que não tem prazo para chegar a um acordo comercial com a China e que talvez seja melhor esperar até depois das eleições presidenciais dos EUA em novembro de 2020.

“Não tenho prazo, não. De certa forma, acho que é melhor esperar até depois da eleição com a China”, disse a repórteres em Londres, segundo informam agências internacionais.

China faz lista de “entidades não confiáveis” e ameaça acordo

Bolsas de NY operam em forte queda após fala de Trump

Petróleo cai depois de Trump colocar acordo em dúvida

Trump afirmou também que “um acordo com a China depende de se eu quero ou não fazê-lo”. “Estamos indo bem no acordo comercial com a China, se eu quiser fazê-lo”, acrescentou.

Os futuros de ações dos EUA e as bolsas da Europa passaram a recuar após o presidente americano dizer que não há prazo final para um acordo com a China. Os futuros do Dow Jones caíam 0,43% nesta manhã, os do S&P 500 recuavam 0,39% e os do Nasdaq perdiam 0,51%. Todos operavam em alta antes da fala de Trump.

Na Europa, o índice Stoxx 600 caía 0,16% para 400,36 pontos, com Londres perdendo 1,0%, Paris caindo 0,64% e Frankfurt ainda positiva em 0,30%.

O impacto da fala de Trump também foi sentido nos Treasuries (títulos públicos dos EUA) e no ouro, para onde os investidores correram. O yield da T-note de 10 anos recuava para 1,791%, enquanto o ouro subia 0,5%, para US$ 1.476,20 a onça-troy.

Na Europa, o rendimento do Bund alemão de 10 anos operava em queda, a -0,304%, enquanto o título francês de mesmo prazo recuava para zero.