Mercado fechado

Trump autoriza pesca comercial em área de conservação no Atlântico

Valor

No Dia Mundial do Meio Ambiente, o presidente dos EUA reabriu os Northeast Canyons para a pesca; local de cerca de 8 mil Km2 foi considerado monumento marinho nacional por Obama No Dia Mundial do Meio Ambiente, o presidente Donald Trump anunciou que permitirá atividades comerciais de pesca em uma área de conservação marítima perto da costa da Nova Inglaterra, no Atlântico Norte.

“Estamos reabrindo os Northeast Canyons para a pesca comercial”, afirmou o mandatário americano, em um encontro com representantes do setor, nesta sexta-feira (5). “Estamos anulando a ordem executiva do governo anterior.”

Em 2016, o ex-presidente Barack Obama havia designado a área, de cerca de 8 mil quilômetros quadrados, como um monumento marinho nacional. Várias espécies em risco vivem na região. Com a medida, a pesca comercial e a mineração foram proibidas no local.

Trump afirmou que a decisão de Obama era injusta com os produtores de lagosta do Maine, um dos Estados que fazem parte da Nova Inglaterra. “Queremos a conservação e as boas práticas ambientais, isso é muito importante, mas também queremos algo que seja justo para vocês”, disse o presidente dos EUA, aos representantes da indústria pesqueira.

Na conversa, Trump também prometeu, sem dar detalhes, taxar carros importados da União Europeia (UE) se o bloco não reduzir as tarifas sobre as lagostas americanas.

O presidente americano também pediu que Peter Navarro, principal assessor comercial da Casa Branca, identifique quais produtos chineses podem ser taxados para forçar que Pequim também desista de cobrar taxas dos produtores americanos de lagosta.