Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.672,26
    +591,91 (+0,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.741,50
    +1.083,62 (+2,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    107,06
    +2,79 (+2,68%)
     
  • OURO

    1.828,10
    -1,70 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    21.400,84
    +362,65 (+1,72%)
     
  • CMC Crypto 200

    462,12
    +8,22 (+1,81%)
     
  • S&P500

    3.911,74
    +116,01 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    31.500,68
    +823,32 (+2,68%)
     
  • FTSE

    7.208,81
    +188,36 (+2,68%)
     
  • HANG SENG

    21.719,06
    +445,19 (+2,09%)
     
  • NIKKEI

    26.491,97
    +320,72 (+1,23%)
     
  • NASDAQ

    12.132,75
    +395,25 (+3,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5524
    +0,0407 (+0,74%)
     

Troca de presente no Dia dos Namorados deve seguir muito abaixo do pré-pandemia

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O desânimo para gastar com presente no Dia dos Namorados parece ter diminuído, mas bem pouco, segundo a nova pesquisa da ACSP (Associação Comercial de São Paulo).

Os que não pretendem comprar presente são cerca de 49% neste ano, ante quase 52% em 2021.

Pouco mais de 35% vão presentear na data e 15% ainda não sabem. A pretensão de dar presente segue muito abaixo do patamar pré-pandemia, quando girava entre 60% e 70%.

Quase 88% pretende gastar entre R$ 50 e R$ 200 em média.

Em outra pesquisa com consumidores, do site Reclame Aqui, mais de 56% dos que vão às compras planejam pagar à vista.

Já o monitoramento feito pela FecomercioSP mostra que, de modo geral, as vendas do conjunto de atividades tradicionalmente mais sensíveis à ocasião devem apontar queda de 2,3% no comparativo anual, evidenciando um Dia dos Namorados mais tímido em 2022.

Apenas o segmento de lojas de vestuário, tecidos e calçados deve ter crescimento expressivo na data, com alta de 18,5% na comparação com o mesmo período do ano passado, segundo a FecomercioSP.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos