Triumph inicia operações no Brasil esta semana

A inglesa Triumph inicia esta semana a venda de motocicletas no Brasil, após investir R$ 19 milhões , valor que inclui a unidade fabril em Manaus (AM) - a décima da empresa no mundo - um centro de peças e logística em Louveira (SP) e um centro de treinamento com escritório na capital paulista. A companhia anunciou uma rede de concessionárias da marca no País, cuja primeira loja será inaugurada no sábado, em São Paulo (SP), com seis modelos comercializados.

Outras três concessionárias - Porto Alegre (RS), Ribeirão Preto (SP) e Rio de Janeiro (RJ) - serão inauguradas no primeiro trimestre do próximo ano. A meta da Triumph é atingir oito lojas em 2013, com unidades em Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Campinas (SP) e Curitiba (PR) e chegar a 12 em 2014 com o início das operações no Nordeste. "Queremos poucas e boas concessionárias, com bons grupos", disse o gerente geral da Triumph Motorcycle Brazil, Marcelo Silva.

Segundo ele, a companhia tem planos de vender, no médio e longo prazos, 4 mil unidades por ano no País e transformá-lo no quinto maior mercado da marca no mundo, atrás apenas dos Estados Unidos, Inglaterra, França e Alemanha. "Neste ano, entre novembro e dezembro, esperamos vender 200 unidades e atingir 2 mil em todo o ano de 2013", disse Silva.

A marca chega para disputar o segmento "premium", formado por modelos acima de 500 cilindradas, um mercado que deve negociar, este ano, cerca de 50 mil veículos no Brasil, em torno de 3% do mercado nacional, total de 1,7 milhão de motocicletas. "No curto prazo a expectativa é de atingirmos 6% desse mercado, com 3 mil motos", explicou o executivo.

Antes mesmo de serem lançadas, segundo a empresa, as motos têm uma fila de clientes que devem aguardar de dois a três meses por um modelo da Triumph. Os três modelos produzidos em Manaus são a Boneville T100, cujo preço será de R$ 29,9 mil, a esportiva Speed Triple (R$ 42,9 mil) e a Tiger 800XC (R$ 39,9 mil).

Outros três modelos ainda importados - a Thunderbird Storm, Tiger Explorer e Rocket III Roadster - serão montados no Brasil em 2013. Já a Street Triple e a Daytona, que estão sendo remodeladas, serão produzidas também em Manaus, em maio 2013.

O diretor global de vendas e marketing da Triumph, Paul Stroud, afirmou que a chegada da marca no Brasil por meio de uma subsidiária - antes os modelos eram vendidos por importadores - passou por um processo de "compreensão do processo de homologação dos modelos, da legislação e da dinâmica do mercado, como ocorre em todo mundo", disse. "Talvez no Brasil seja mais acentuado esse processo", completou.

Carregando...