Mercado abrirá em 1 h 55 min
  • BOVESPA

    113.583,01
    +300,34 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.598,53
    +492,82 (+0,96%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,11
    +0,66 (+0,87%)
     
  • OURO

    1.733,20
    -18,80 (-1,07%)
     
  • BTC-USD

    41.774,96
    -1.979,22 (-4,52%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.035,85
    -65,67 (-5,96%)
     
  • S&P500

    4.443,11
    -12,37 (-0,28%)
     
  • DOW JONES

    34.869,37
    +71,37 (+0,21%)
     
  • FTSE

    7.034,40
    -29,00 (-0,41%)
     
  • HANG SENG

    24.500,39
    +291,61 (+1,20%)
     
  • NIKKEI

    30.183,96
    -56,10 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.940,50
    -254,25 (-1,67%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2872
    -0,0196 (-0,31%)
     

Trigo avança em Chicago com clima seco para safra dos EUA, soja acompanha alta

·1 minuto de leitura
Colheita de trigo em Hesse.

Por Julie Ingwersen

CHICAGO (Reuters) - Os contratos futuros do trigo negociados em Chicago avançaram nesta quinta-feira, com o primeiro vencimento alcançando cerca de 7 dólares por bushel pela primeira vez em uma semana depois que um tour anual de safra dos EUA mostrou o impacto da seca nas Planícies do norte, cinturão do cereal de primavera.

Os futuros do milho e da soja fecharam em alta com receios de que a seca também iria diminuir as perspectivas de produção.

O trigo para setembro fechou em alta 16,50 centavos de dólar, em 7,0525 dólares por bushel após atingir 7,0675 dólares, a máxima do contrato desde 22 de julho.

O milho para dezembro fechou em alta de 7,50 centavos de dólar, em 5,5650 dólares o bushel e a soja para novembro avançou 16,75 centavos de dólar para fechar em 13,7775 dólares o bushel.

O trigo deu o tom quando os olheiros no segundo dia da excursão anual do Conselho de Qualidade do Trigo descobriram que as perspectivas de rendimento do cereal de primavera no noroeste da Dakota do Norte estavam bem abaixo da média.

Após o encerramento do mercado de Chicago desta quinta-feira, o tour divulgou sua projeção final de rendimento para Dakota do Norte, o maior produtor de trigo de primavera dos EUA, fixando o rendimento do Estado em 29,1 bushels por acre, muito aquém da média do tour de 2015-2019 de 43,6 e o menor já registrado desde 1993.

"Certamente está seco aqui há muito tempo, principalmente nas áreas mais atingidas no norte do Estado", disse Dave Green, vice-presidente executivo do Conselho de Qualidade do Trigo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos