Mercado fechado
  • BOVESPA

    107.557,67
    +698,80 (+0,65%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.939,27
    +333,71 (+0,66%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,72
    +2,23 (+3,21%)
     
  • OURO

    1.784,80
    +5,30 (+0,30%)
     
  • BTC-USD

    50.688,19
    +1.511,58 (+3,07%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.307,17
    -14,11 (-1,07%)
     
  • S&P500

    4.686,75
    +95,08 (+2,07%)
     
  • DOW JONES

    35.719,43
    +492,40 (+1,40%)
     
  • FTSE

    7.339,90
    +107,62 (+1,49%)
     
  • HANG SENG

    23.983,66
    +634,28 (+2,72%)
     
  • NIKKEI

    28.455,60
    +528,23 (+1,89%)
     
  • NASDAQ

    16.337,25
    +494,50 (+3,12%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3234
    -0,1002 (-1,56%)
     

Trickbot volta ao topo no ranking mundial de malwares de setembro

·2 min de leitura

O Trickbot, malware usado para roubo de dados e capaz de realizar o download de outros agentes maliciosos, voltou ao topo, sendo a ameaça mais difundida tanto no Brasil quanto no mundo em setembro de 2021, segundo dados do Índice Global de Ameaças

O Índice Global de Ameaças de setembro de 2021 foi divulgada pela Check Point Software. A pesquisa revela que o Trickbot e o XMRig são os dois vírus mais usados por criminosos no mundo. Ainda de acordo com o estudo, 4,09% das organizações afetadas por vírus no mês foram impactadas pelo Trickbot, enquanto no Brasil esse número é 5,58%.

O Trickbot é um cavalo de Troia bancário que pode roubar credenciais financeiras e de contas, bem como as informações de identificação pessoal, além de ser frequentemente usado em estágios iniciais de ataques de sequestro virtual (ransomware) por conta de sua função de baixar outros agentes maliciosos nos computadores infectados. Ele já havia liderado o ranking de ameaças em junho de 2021.

O Trickbot também é constantemente atualizado com novos recursos, mais capacidades e vetores de distribuição, o tornando uma ameaça flexivel e personalizável que pode ser distribuído em diversas campanhas.

No Brasil, o segundo lugar em setembro de 2021 foi ocupado pelo XMRig, que em agosto havia sido a ameaça mais detectada. Ele foi encontrado em 4,64% das organizações avaliadas. Visto pela primeira vez em maio de 2017, o XMRig é um software de criptomineração de CPU de código aberto usado para minerar a criptomoeda Monero.

Confira a lista com os malwares mais usados no Brasil e seu impacto:

<em>(Imagem: Divulgação/Check Point Software)</em>
(Imagem: Divulgação/Check Point Software)

Assim como nas edições anteriores do índice, a Check Point chegou às conclusões usando o mapa ThreatCloud, maior rede colaborativa dedicada ao combate do crime cibernético do mundo. O banco de dados da empresa inspeciona mais diariamente mais de 3 bilhões de sites e 600 milhões de arquivos, identificando 250 milhões de atividades de malwares.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos