Mercado fechado

Tribunal dos EUA aprova plano de recuperação judicial da Avianca, diz agência

·1 min de leitura

SALVADOR, BA (FOLHAPRESS) - A Avianca informou nesta terça-feira (2) que, após a apresentação de novos documentos, o Tribunal do Distrito Sul de Nova York aprovou seu plano de reogarnização, o que irá permitir que a companhia conclua seu processo na lei de falência dos Estados Unidos (Chapter 11, uma espécie de recuperação judicial), de acordo com reportagem publicada pela agência de notícias Reuters.

A companhia aérea afirma que espera cumprir o processo até o fim deste ano e sair do Chapter 11 como uma empresa financeiramente mais forte e eficiente.

Além disso, diz que terá menos dívidas e mais de US$ 1 bilhão em liquidez quando o processo de falência terminar. A companhia planeja ter 130 aviões em atividade em mais de 200 rotas até 2025.

Durante o processo de falência, a Avianca recebeu cerca de R$ 2 bilhões em novos financiamentos, segundo a Reuters.

A Avianca era uma das maiores companhias aéreas da América Latina antes da pandemia, mas entrou em recuperação judicial após a suspensão de viagens para conter a Covid-19, especialmente na América Latina. A empresa já havia registrado perdas em anos anteriores.

Em julho de 2020, a Justiça de São Paulo decretou a falência da Avianca Brasil após pedido da própria empresa, que estava em recuperação judicial desde 2018 e tinha dívidas de mais de R$ 2,7 bilhões.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos