Mercado abrirá em 1 h 37 min
  • BOVESPA

    120.294,68
    +997,55 (+0,84%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.329,84
    +826,13 (+1,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,01
    -0,14 (-0,22%)
     
  • OURO

    1.746,90
    +10,60 (+0,61%)
     
  • BTC-USD

    62.446,80
    -1.585,78 (-2,48%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.362,48
    -13,30 (-0,97%)
     
  • S&P500

    4.124,66
    -16,93 (-0,41%)
     
  • DOW JONES

    33.730,89
    +53,62 (+0,16%)
     
  • FTSE

    6.965,51
    +25,93 (+0,37%)
     
  • HANG SENG

    28.793,14
    -107,69 (-0,37%)
     
  • NIKKEI

    29.642,69
    +21,70 (+0,07%)
     
  • NASDAQ

    13.884,25
    +85,50 (+0,62%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7639
    -0,0090 (-0,13%)
     

Tribunais superiores registram mais de 700 casos de Covid-19

Colaboradores Yahoo Notícias
·1 minuto de leitura

Os principais tribunais do Judiciário brasileiro acumulam mais de 700 funcionários infectados pelo novo coronavírus desde o início da pandemia, há um ano.

De acordo com reportagem da revista Época, o Supremo Tribunal Federal (STF), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e o Tribunal Superior do Trabalho (TST) já registraram 737 casos de Covid-19 entre servidores.

Leia também

Até 13 de março, segundo a publicação, 390 pessoas foram diagnosticadas com a doença no STF e no Conselho Nacional de Justiça. No TST, foram 269 até a última segunda-feira (15), com uma morte por “complicações tardias de sequelas de Covid”.

O TSE teve 78 servidores infectados, também com uma morte. Os números podem abranger servidores, funcionários terceirizados, estagiários e aposentados.

Os tribunais afirmaram à revista Época que estão com quase todos os funcionários em home office desde o início da pandemia, mantendo em regime presencial apenas as atividades estritamente necessárias.

No último sábado, o Brasil registrou 2.438 novas mortes por Covid-19 e 79.069 casos da doença. Com isso, o total de óbitos chegou a 292.752 e o de casos a 11.950.459, de acordo com o painel atualizado pelo Conass (Conselho Nacional dos Secretários de Saúde), sistema próprio de informações que reúne dados de contaminados e de óbitos em contagem paralela à do governo.