Mercado fechado

Treasuries sobrevendidos destoam de perspectiva de crescimento

·2 min de leitura

(Bloomberg) -- Vários indicadores apontam para uma perspectiva precária para o crescimento dos EUA no próximo ano. Isso destoa cada vez mais de títulos extremamente sobrevendidos.

Recessões são mudanças generalizadas em muitas partes da economia e nenhum indicador único - muito menos a curva de rendimento dos títulos do Tesouro americano - dará o aviso de que uma recessão é iminente em tempo útil. O que sabemos, porém, é que o crescimento dos EUA enfrenta uma desaceleração bastante acentuada nos próximos seis a 18 meses.

Como estrategista, nunca é inteligente fazer previsões com base em apenas um indicador. Mas quando você tem uma abundância de indicadores todos dando a mesma mensagem, é hora de prestar atenção.

Aumentos no preço do petróleo e nos rendimentos dos títulos quase sempre levam a um crescimento mais lento, com um atraso de 12 a 18 meses. O recente aumento em ambos aponta para uma perspectiva muito mais fraca.

As vendas de caminhões são outro excelente indicador de crescimento. As vendas de caminhões, que transportam 65% do frete na América do Norte, começam a cair. Essa tendência deve continuar, pois as novas encomendas de caminhões pesados estão caindo. Menos coisas sendo transportadas pelo país quase certamente prenunciam um crescimento mais fraco.

A NFIB Small Business Survey, pesquisa junto a pequenos negócios, foi divulgada na semana passada e também aponta para uma desaceleração na atividade. As pequenas empresas (definidas nos EUA como uma empresa com menos de 500 funcionários) representam 45% do PIB e 48% dos trabalhadores. Otimismo em baixa das pequenas empresas é um mau presságio.

Os rendimentos de títulos de 10 anos dos EUA estão em máximas de três anos, com o Federal Reserve falando duramente sobre a inflação. Eu esperava uma recuperação nos Treasuries algumas semanas atrás, o que teve vida curta, com os yields passando de 2,5% para 2,3%, mas depois rapidamente para 2,9%.

No entanto, os títulos dos EUA estão agora no nível mais sobrevendido em pelo menos meio século. À medida que a narrativa da inflação comece a enfrentar mais concorrência das preocupações com crescimento, isso fará com que os títulos pareçam cada vez mais mal precificados.

  • NOTA: Simon White é macro estrategista do Markets Live da Bloomberg. As observações são suas e não pretendem ser um conselho de investimento.

More stories like this are available on bloomberg.com

©2022 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos