Mercado fechado

Tradicional locadora da década de 1980 fecha as portas - e a culpa não é da Netflix

SÃO PAULO - A 2001 Vídeo, fundada em 1982, anunciou nesta semana que encerrará suas atividades. O comunicado veio por uma postagem no site do e-commerce, em que a sócia Sonia Abreu informa "com pesar" a decisão da companhia de encerrar suas atividades online em 1 de julho.

A primeira unidade da 2001 foi aberta na Avenida Paulista, em São Paulo, e em maio de 1997, a loja inaugurou o primeiro e-commerce do mercado de vídeo no país. Em 2011, a empresa ousou ao abrir uma nova unidade quando o mercado de locação já encolhia. Mas o otimismo não durou muito e, em janeiro de 2016, as lojas da Paulista e a de Pinheiros foram fechadas. 

Ao contrário do que possa parecer, a vilã dessa história não é a Netflix ou outro tipo de serviço de filmes e séries em streaming. Segundo Mirella Oliveira, gerente de marketing da 2001, o problema enfrentado pela empresa está relacionado à oferta de produtos e não à demanda. 

"Por incrível que pareça, não tomamos essa decisão em virtude de uma baixa demanda, muito pelo contrario, vendemos relativamente bem e temos uma carteira de clientes fiéis e ativos que nos sustentariam ainda por muitos anos, ou décadas", contou Oliveira ao InfoMoney. Atualmente, a base de clientes da 2001 é de 200 mil pessoas, sendo 72 mil ativos e 5 mil deles realizando compras mensais. 

Do outro lado, a produção e distribuição de home vídeo tem caído, segundo Oliveira. "Muitas distribuidoras estão anunciando que vão parar com a comercialização do DVD. Não temos como continuar operando sem ter o que oferecer aos clientes, para isso dependemos do investimento dos fornecedores, que é cada vez menor", explica a gerente de marketing, que já teve mais de 300 fornecedores cadastrados. "A maioria já não existe mais", lamenta.

Mas e a concorrência com a Netflix, não afetou os negócios? Segundo a gerente de marketing, o público atendido pela 2001 é diferente dos que usam streamings ou mesmo fazem o download de filmes. "Nosso público é amante da diversidade do cinema, na 2001 sempre procuraram pelos clássicos, raros, autorais. Infelizmente não é possível nos sustentarmos apenas com os lançamentos e blockbusters", explica. 

Para dar suporte aos cinéfilos "órfãos", ela conta que o site será mantido como um blog com informações do mundo do cinema. Até o fim das atividades, o catálogo oferecido poderá ser encontrado a preço de custo, com exceção dos lançamentos, no site da 2001.