Mercado abrirá em 4 h 22 min
  • BOVESPA

    109.786,30
    +2.407,38 (+2,24%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    42.736,48
    +469,28 (+1,11%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,22
    +0,31 (+0,69%)
     
  • OURO

    1.803,90
    -0,70 (-0,04%)
     
  • BTC-USD

    18.956,00
    -112,49 (-0,59%)
     
  • CMC Crypto 200

    376,17
    +6,42 (+1,74%)
     
  • S&P500

    3.635,41
    +57,82 (+1,62%)
     
  • DOW JONES

    30.046,24
    +454,97 (+1,54%)
     
  • FTSE

    6.432,17
    +98,33 (+1,55%)
     
  • HANG SENG

    26.610,09
    +21,89 (+0,08%)
     
  • NIKKEI

    26.296,86
    +131,27 (+0,50%)
     
  • NASDAQ

    12.117,75
    +41,75 (+0,35%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4033
    +0,0064 (+0,10%)
     

Trabalho de Coudet pode levar Inter, sim, a duelar até o fim pelo título do Campeonato Brasileiro

Fabio Utz
·2 minuto de leitura

Quando que, no atual momento do futebol brasileiro, empatar com o Flamengo deixaria o chamado gosto amargo? Pois é, ao encarar de igual para igual o time mais poderoso do país e sofrer uma ducha de água fria já nos acréscimos, o Internacional saiu do gramado do Beira-Rio com a sensação de que o resultado poderia ser melhor. Mas isso, em nada, abala a perspectiva do time gaúcho para a sequência do Campeonato Brasileiro.

O Colorado foi bastante superior ao Mengão durante todo o primeiro tempo. É bem verdade que, na segunda etapa, acabou encurralado. No entanto, jamais abdicou da organização, da garra, da luta por qualquer bola e, também, do contra-ataque. E isso, se não transforma o time de Eduardo Coudet em favorito ao título, ao menos o coloca no páreo para lutar até onde for possível. Faltando uma rodada para o término do primeiro turno, o Inter é o líder da competição. E este fato não pode ser esquecido.

O próprio treinador não cansa de falar que possui um elenco curto e que, logo ali adiante, será impossível seguir na linha de frente em Brasileirão, Libertadores e Copa do Brasil. Se o grupo vermelho não é dos mais versáteis, compensa dentro das quatro linhas seguindo à risca as orientações que vêm do banco de reservas. Aguentar 38 rodadas duelando com um rival bem mais qualificado é complicado, eu sei. Mas o Inter só voltará a enfrentar o Fla lá no final do torneio. Ou seja, é preciso repetir a campanha feita até aqui contra adversários de mesmo nível que o seu para sonhar com a taça. O que não é algo tão complicado assim...

Para mais notícias do Internacional, clique aqui.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.