Mercado abrirá em 1 h 5 min
  • BOVESPA

    108.782,15
    -194,55 (-0,18%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.081,33
    -587,31 (-1,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    79,06
    +1,82 (+2,36%)
     
  • OURO

    1.769,30
    +14,00 (+0,80%)
     
  • BTC-USD

    16.518,37
    +310,61 (+1,92%)
     
  • CMC Crypto 200

    390,07
    +9,78 (+2,57%)
     
  • S&P500

    3.963,94
    -62,18 (-1,54%)
     
  • DOW JONES

    33.849,46
    -497,57 (-1,45%)
     
  • FTSE

    7.527,18
    +53,16 (+0,71%)
     
  • HANG SENG

    18.204,68
    +906,74 (+5,24%)
     
  • NIKKEI

    28.027,84
    -134,99 (-0,48%)
     
  • NASDAQ

    11.677,75
    +61,50 (+0,53%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5709
    +0,0217 (+0,39%)
     

Trabalhadores da Mercedes em São Bernardo aprovam acordo que inclui PDV

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Trabalhadores da Mercedes-Benz de São Bernardo do Campo (SP) aprovaram neste sábado uma proposta negociada com a empresa que garante a redução do impacto da terceirização na unidade e inclui um Plano de Demissão Voluntária (PDV), segundo nota do sindicato.

Conforme a entidade, o acordo assegura a realocação e a requalificação de trabalhadores e o "futuro" da fábrica no ABC paulista, onde havia risco de demissão de milhares.

Para garantir a realocação será aberto um PDV para os metalúrgicos na fábrica. Estão aptos trabalhadores com no mínimo três anos de empresa.

Durante a assembleia, o diretor-executivo dos Metalúrgicos do ABC e CSE na Mercedes, Aroaldo Oliveira da Silva, disse que o principal objetivo na construção do acordo foi garantir o futuro da fábrica e os empregos.

"Queremos discutir o futuro, quais os próximos veículos a serem produzidos e o processo produtivo”, explicou em comunicado.

Pelo acordo, os trabalhadores com contrato por prazo determinado terão prioridade de contratação assim que houver a retomada do crescimento da produção.

(Por Rodrigo Viga Gaier)